Não desperdiçar nenhuma gota

A Alemanha é campeã europeia em economizar água, apoiando projetos no mundo todo, que visam a proteção desse recurso natural de importância vital. 

A água potável de acesso público é muito preciosa.
A água potável de acesso público é muito preciosa. dpa

Alemanha. Um ciclo precioso. Na Alemanha, mais de 96% das águas residuais domésticas e de instalações públicas são purificadas em estações de tratamento. Em quase nenhum outro país europeu é feito tanto reprocessamento de águas residuais. O aproveitamento dessas águas é o enfoque principal da Semana Mundial da Água, de 27 de agosto a 1º de setembro em Estocolmo.

O que é a Semana Mundial da Água

Trata-se aqui de transmitir “conhecimentos sobre a água”, pois a água limpa é uma das bases existenciais. Desde 1971, o Stockholm International Water Institute (SIWI) vem organizando a “World Water Week”, um fórum único de intercâmbio científico, econômico, político e social.

Com quais temas a Alemanha está representada?

Inúmeras instituições e responsáveis da Alemanha estarão presentes em Estocolmo, como, por exemplo, o Ministério Federal das Relações Externas que, visando as situações humanitárias de emergência, está apoiando a elaboração de um Kompendium zu Sanitär-Technologien (Compêndio de tecnologias de saneamento), ou o Instituto de Tecnologia de Karlsruhe (KIT), que apresentará uma simulação da produção de energia através de águas residuais.

Por que a água residual é o enfoque principal?

Águas residuais não tratadas são um perigo para a água potável e, assim, para a saúde. A importância de WASH (Water, Sanitation and Hygiene  – Água, Saneamento e Higiene) será discutida pelos representantes do Ministério da Educação da Jordânia, da Ajuda Norueguesa aos Refugiados e da German Toilet Organization. Esta ONG é associada da deutschen WASH-Netzwerk (rede alemã WASH) e se empenha em que o maior número possível de pessoas do mundo todo tenha acesso a instalações sanitárias limpas e em que sejam criados sistemas sustentáveis de esgoto.

Quais são outros temas da agenda?

Outro desafio global é a contaminação da água feita por resíduos de plástico. O Banco do Desenvolvimento KfW estará participando das discussões sobre esse tema, durante a Semana Mundial da Água. Ele deu início ao fundo Blue Action Fund, apoiando diversas ONGs na proteção dos mares e exigindo a proteção de novas regiões, a pesca sustentável e o turismo inócuo ao meio ambiente. Até 2019, por exemplo, deverá ser promovida uma série de projetos, com um volume de no mínimo 20 milhões de euros.

Semana Mundial da Água, de 27 de agosto a 1º de setembro de 2017 em Estocolmo

Quick facts
96
por cento

das águas de esgoto de residências e instalações públicas são purificados em estações de tratamento de água. 

10.000
estações de tratamento de água

existem na Alemanha. 

99
por cento

da população estão conectados à rede pública de abastecimento de água. 

123
litros de água potável

foram consumidos diariamente por cada alemão no ano de 2017. Isso significa 48 litros menos que em 1963. 

3.900
litros por habitante e dia

é a “pegada hídrica” da Alemanha, quando também se leva em conta o consumo de água para todos os produtos. 

70
por cento

da água potável na Alemanha provêm do lençol freático e das águas de nascentes. 

19
ONGs alemãs

são filiadas à rede WASH, que se empenha mundialmente pelo acesso à água e ao serviço sanitário.