Contagem de árvores na Alemanha

Quantas árvores tem a Alemanha? O governo alemão tenta dar resposta a essa pergunta através de um grande projeto de pesquisa, um inventário florestal.

picture-alliance/dpa

A floresta alemã, um mito que está sempre presente na literatura, em contos, em canções e em poesias. Ela continua sendo uma paisagem saudosa, mas tem hoje que se esforçar mais, ou seja, proteger o clima, oferecer repouso, fornecer matéria prima e energia. Quase um terço da área nacional está coberta por florestas. Enquanto os relatórios anuais do estado das florestas se apoiam em pequenas amostras, sendo apenas um instantâneo (o número de árvores claramente danificadas é atualmente de 25%), o inventário nacional de florestas deverá oferecer uma visão completa – da diversidade biológica e da quantidade de madeira até ao balanço do gás de efeito estufa.

Para tanto, dúzias de grupos de peritos andaram em 2012 pelas florestas entre o Mar do Norte e os Alpes, a região Eifel e a Suíça Saxônica. A missão deles era contar as árvores. Os peritos estavam equipados com aparelhos GPS, Tablet PCs, telêmetros ultrassons e a laser. Para esse grande projeto, a Alemanha foi colocada em uma varredura de imagens de 4 x 4 quilômetros. Em cada um dos quadrados foram registradas em quatro pontos de medição todas as arvores correspondentes, ao todo em 60 000 lugares. No último inventário florestal, há dez anos, foi feita a mensuração de cerca de 400 000 árvores individuais. 400 000 árvores de uma previsão estatística de mais de sete bilhões de árvores que provavelmente existiam na passagem do milênio. Será que estes dados ainda são os mesmos, apesar de que, por exemplo, o consumo de lenha tenha se duplicado nos últimos dez anos na Alemanha? Os resultados dos peritos florestais vão ser compilados e avaliados. Os resultados exatos do inventário deverão estar prontos no começo de 2015.

Mas além da estatística há uma frase do primeiro presidente federal Theodor Heuss: “Madeira é uma pequena palavra, mas atrás dela se escondem muitos contos e milagres”.

www.bundeswaldinventur.de

www.wald2011.de

www.bmelv.de

© www.deutschland.de