Em ação pela paz

A Alemanha se engaja: aqui você fica sabendo que missões da ONU, OSCE, OTAN e UE o país apoia ativamente.

IRINI: O navio “Hamburg” deixa o porto de Wilhelmshaven.
IRINI: O navio “Hamburg” deixa o porto de Wilhelmshaven. picture alliance/dpa

A política alemã está comprometida com os valores estabelecidos na Lei Fundamental. A Alemanha representa estes valores também internacionalmente: guerra e guerra civil ameaçam a saúde e a vida, mas também os direitos e a dignidade das pessoas em zonas de guerra. Aqui você fica sabendo como a Alemanha defende a paz e a segurança em consonância com a ONU e outras organizações internacionais.

A Alemanha e as Nações Unidas

As missões de paz são uma das tarefas mais importantes das Nações Unidas. A Alemanha apoia a ONU da melhor forma possível. Com dinheiro, o país é o quarto maior contribuinte, e com pessoal. A Alemanha está envolvida nas seguintes missões da ONU (dados de outubro de 2020):

UNIFIL: Fuzileiros navais a bordo do “Ludwigshafen” monitoram a fronteira marítima.
UNIFIL: Fuzileiros navais a bordo do “Ludwigshafen” monitoram a fronteira maríti picture alliance/dpa

UNIFIL no Líbano: A missão de observação da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL) vem monitorando a fronteira entre o Líbano e Israel desde 1978.

MINUSMA em Mali: A maior ação estrangeira das Forças Armadas alemãs em missão da ONU é a Missão Multidimensional de Estabilização Integrada da ONU em Mali com até 1100 soldados.

MINUSS no Sudão do Sul: A Missão das Nações Unidas na República do Sudão do Sul (MINUSS) protege a população, monitora a situação dos direitos humanos e fornece ajuda humanitária.

UNAMID no Sudão: A Missão Híbrida das Nações Unidas-União Africana em Darfur (UNAMID) também protege a população, torna possível a ajuda humanitária – e se destina a mediar os conflitos armados internos.

UNSOM na Somália: Os policiais da Missão de Assistência das Nações Unidas na Somália (UNSOM) estão envolvidos no processo de paz e ajudam a treinar a polícia.

UNMIK no Kosovo: Desde 1999, policiais alemães participam da Missão de Administração Interina das Nações Unidas no Kosovo (UNMIK) em tarefas policiais e administrativas.

MINURSO no Saara Ocidental: A Missão das Nações Unidas para o Referendo no Saara Ocidental (MINURSO) monitora o cessar-fogo entre Marrocos e o movimento de independência da “Frente Polisario”.

UNMHA no Iêmen: A Missão das Nações Unidas de Apoio ao Acordo de Hodeida (UNMHA) monitora o cessar-fogo e a retirada das tropas de Hodeida.

A Alemanha e a OSCE

A Alemanha é membro fundador e segundo maior contribuinte da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), na qual estão representados 56 países. A Alemanha fornece pessoal para as missões de observação eleitoral do Escritório para Instituições Democráticas e Direitos Humanos (ODIHR) e para as atuais dez missões de campo. As missões mais importantes da OSCE estão atualmente na Ucrânia, para observar os conflitos militares com separatistas apoiados pela Rússia e para apoiar as reformas internas.

KFOR: Soldado alemão em Prizren.
KFOR: Soldado alemão em Prizren. picture alliance/dpa

A Alemanha e a OTAN

No âmbito da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), os soldados das Forças Armadas alemãs estão envolvidos em várias missões. Os mais importantes atualmente são o Apoio Resoluto no Afeganistão a pedido do governo afegão, a Força do Kosovo (KFOR) em Kosovo e a Operação Sea Guardian no Mediterrâneo. A continuação da coligação internacional de combate ao Estado Islâmico na Síria, Jordânia e Iraque é incerta, pois o EI é considerado no momento como militarmente derrotado.

A Alemanha e a UE

A Alemanha também participa de missões internacionais de manutenção da paz no âmbito da UE:

EU NAVFOR SOMALIA: A operação Atalanta no Chifre da África combate a pirataria e protege as rotas comerciais.

EUTM Mali: A Missão Europeia de Treinamento no Mali apoia o treinamento do exército maliano.

IRINI (operação EU NAVFOR MED IRINI) monitora o embargo de armas contra os partidos da guerra civil líbia no Mediterrâneo central.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: