Juntos pela paz

Assim os soldados, policiais e funcionários civis alemães assumem mundialmente responsabilidade, em nome das Nações Unidas. 

A Alemanha participa da missão de paz da ONU no Mali.
A Alemanha participa da missão de paz da ONU no Mali. dpa

Alemanha. Eles protegem fronteiras, formam barreiras entre partes inimigas, patrulham diante da costa marítima ou fiscalizam eleições: mais de 120.000 integrantes das missões internacionais de pacificação empenham-se hoje pela paz em todos os continentes.

Na Carta das Nações Unidas não estavam previstas as missões com um mandato do Conselho de Segurança da ONU – contudo, elas se transformaram num instrumento importante para a garantia da paz global.

Desde o início da década de 1990, também a Alemanha participa das missões internacionais de paz. Desde então, os alemães operaram hospitais de campanha, absolveram voos de reconhecimento, fiscalizaram trabalhos de reconstrução, atuaram contra a propagação da epidemia de ébola e apoiaram a luta contra o chamado Estado Islâmico.

Do Haiti ao Afeganistão

Atualmente, cerca de 3.500 soldados e 130 policiais alemães participam de 15 missões no Exterior, que operam diretamente sob a bandeira azul das Nações Unidas ou com o mandato do Conselho de Segurança da ONU, mas sob um outro comando, por exemplo, da OTAN. As regiões de atuação foram, entre outras, Haiti, Kosovo, Somália, Sudão e Afeganistão.

A maior contribuição é prestada atualmente pela Alemanha no Mali, com quase 600 alemães. A operação “multidimensional” Minusma deverá garantir, entre outras coisas, uma trégua que protege a população e ajudar a restabelecer a autoridade estatal. Com bem mais de 100 vítimas até agora, Minusma é uma das missões das Nações Unidas mais perigosas e com maiores baixas. Também dois soldados da Bundeswehr (Forças Armadas alemãs) morreram no Mali.

Alemanha assume responsabilidade

Como quarto maior contribuinte, a Alemanha apoia substancialmente o orçamento das missões de paz das Nações Unidas – entre julho de 2017 e julho de 2018, com quase 400 milhões de euros. Após décadas de reserva em decorrência da sua responsabilidade histórica, a Alemanha é entrementes um dos países que envia continuadamente soldados e policiais para as missões internacionais de preservação da paz. Esse engajamento expressa o crescimento da responsabilidade da Alemanha na comunidade internacional.

© www.deutschland.de