Novos rostos e rostos conhecidos

O novo governo federal alemão toma posse. Mostramos a vocês quem governa a Alemanha ao lado do chanceler Olaf Scholz.

A chefia do governo: Baerbock, Habeck, Scholz, Lindner
A chefia do governo: Baerbock, Habeck, Scholz, Lindner picture alliance/dpa

A Alemanha tem um novo governo federal. O social-democrata Olaf Scholz, na chefia da coalizão do SPD com os Verdes e o FDP, será o novo chanceler, substituindo Angela Merkel. Apresentamos aqui o novo chefe de governo, os ministros e as ministras:

O novo chanceler federal Olaf Scholz foi vice-chanceler no último período de mandato de Angela Merkel e também ministro federal das Finanças. Scholz, que é advogado, já fora antes ministro federal do Trabalho e prefeito de Hamburgo. Ele vem sendo, já há muitos anos, uma figura importante da política alemã a nível nacional e internacional. Depois da vitória do Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD) nas eleições parlamentares, em setembro de 2021, ele conseguiu formar uma coalizão dos social-democratas com os Verdes e os liberais do FDP.

O vice-chanceler Robert Habeck assume um novo ministério da economia e proteção do clima. Este político dos Verdes foi, de 2012 a 2017, vice-governador de Schleswig-Holstein, o Estado alemão a extremo norte. Em 2018, ele se tornou presidente federal do partido Aliança 90/Os Verdes. Entre outras tarefas, ele assume no novo governo os encargos ambiciosos de impulsionar os objetivos da proteção do clima.
 


Annalena Baerbock, ministra federal das Relações Externas, é a primeira mulher na chefia desse ministério. Nas campanhas eleitorais, ela foi a primeira candidata ao posto de chanceler federal na história dos Verdes. Em 2018, ela passou a chefiar os Verdes ao lado de Robert Habeck. Baerbock é membro do Bundestag (Parlamento Alemão) desde 2013. No posto de ministra das Relações Externas, ela também visa cooperar internacionalmente na proteção do clima.

Christian Lindner, ministro federal das Finanças, é presidente do Partido Liberal Democrático (FDP) desde 2013. Em 2017, ele chefiou seu partido, como candidato cabeça de lista, levando-o novamente ao Bundestag, onde seu partido não estivera representado durante quatro anos. A partir de então, ele também se tornou presidente da fração do FDP no Bundestag. Agora, ele assume a chefia do Ministério Federal das Finanças, uma pasta central do novo governo alemão.

O SPD, o mais forte partido da coalizão governamental, assume ao todo seis ministérios no novo governo. O ministro da Saúde é Karl Lauterbach, que angariou muito respeito da população alemã na sua luta contra a pandemia do coronavírus, o que continuará marcando o seu engajamento como membro do novo governo. Nancy Faeser, que até agora foi presidente do SPD em Hessen e chefe da oposição nesse parlamento, assume o  Ministério Federal do Interior. Hubertus Heil permanece ministro federal do Trabalho e dos Assuntos Sociais, ministério que chefia desde 2018. A pasta federal da Defesa é assumida por Christine Lambrecht, desde 2019 ministra federal da Justiça e, desde 2021, também ministra federal da Família. O novo Ministério Federal da Construção será encabeçado por Klara Geywitz, de Brandemburgo, que, em 2019, foi candidata à presidência do partido junto com Olaf Scholz. Svenja Schulze assume a chefia do Ministério Federal da Cooperação Econômica e do Desenvolvimento. A partir de 2018, durante o último governo, ela foi ministra federal do Meio Ambiente. Wolfgang Schmidt é o novo chefe da chancelaria federal a nível de ministro. Ele mantém estreita relação com o chanceler Olaf Scholz, tendo sido, até agora, secretário de Estado no Ministério Federal das Finanças.

Ao lado do Ministério Federal da Economia e Proteção do Clima e do Ministério Federal das Relações Externas, os Verdes assumem outras três pastas. Anne Spiegel chefia o Ministério Federal da Família, Terceira Idade, Mulheres e Juventude. Ela foi, até agora, ministra Estadual da Integração e Família do Estado da Renânia-Palatinado. Steffi Lemke é a ministra federal do Meio Ambiente e Proteção da Natureza. Ela foi durante mais de dez anos presidente do seu partido, tendo muita experiência como deputada federal. Cem Özdemir assume o Ministério Federal da Alimentação e Agricultura. Ele foi durante dez anos presidente dos Verdes, é membro do Bundestag e do Parlamento Europeu. Ele é o primeiro ministro federal descendente de migrantes turcos.

O FDP assume, ao lado do Ministério Federal das Finanças, outros três ministérios. Volker Wissing, secretário-geral do FDP, é o novo ministro federal dos Transportes e da Infraestrutura Digital. Ele foi antes vice-governador do Estado da Renânia-Palatinado e ministro da Economia e do Transporte do mesmo Estado. Marco Buschmann assume o Ministério Federal da Justiça. Antes, ele foi presidente parlamentar da fração do FDP no Bundestag. Bettina Stark-Watzinger é a nova ministra federal da Educação e Pesquisa. Ela é presidente do FDP em Hessen e membro do Bundestag desde 2017.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: