“No momento, está em aberto”

Expatriados na Alemanha: Leia aqui sobre as experiências que Shan Huang, da China, teve na Sociedade Senckenberg.

Shan Huang faz pesquisas na Sociedade Senckenberg em Frankfurt.
Shan Huang faz pesquisas na Sociedade Senckenberg em Frankfurt.

Você está interessado em viver e trabalhar na Alemanha? Conversamos com expatriados, aqui eles compartilham suas histórias e experiências com você.

Dr. Shan Huang, 40 anos, da China

Primeiro estudei Biologia na China, depois na Grã-Bretanha e nos EUA. Agora trabalho no Centro Senckenberg de Pesquisa da Biodiversidade e do Clima, em Frankfurt do Meno. Felizmente, recebi uma Bolsa de Pesquisa Humboldt e depois o apoio da Comunidade Alemã de Pesquisa. Isto apoia pesquisadores de todas as nações e disciplinas, com qualificação acima da média, em seus projetos de pesquisa na Alemanha.

Em meu grupo de pesquisa, estudamos como surgiu a diversidade de vida em nosso planeta. Nosso trabalho é interdisciplinar: Biologia e Paleontologia, Geografia e Ecologia. Eu me concentro em mamíferos e moluscos. Os padrões de evolução e as mudanças climáticas desempenham um grande papel em meu trabalho.

Vir para a Alemanha para trabalhar é mais complicado do que ir para os EUA. Especialmente para mim, porque eu não falo alemão. Meus colegas me apoiaram muito em todas as minhas negociações com as autoridades, por exemplo, para uma permissão de trabalho. A cultura de trabalho alemã também é muito diferente da dos Estados Unidos. Não posso compará-la com a China, porque lá eu só estudei. Na Alemanha, as pessoas tiram férias muito longas. Muitas vezes é difícil chegar até alguém então, porque muitos realmente se desligam. Por outro lado, acho que é bom que o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal seja levado muito em conta. Eu tenho aqui um ambiente de trabalho muito amigável.

Vivo e trabalho em Frankfurt desde 2015. Eu vim para cá para desenvolver meu projeto acadêmico. Antes de chegar, eu tinha ouvido dizer que as famílias recebem muito apoio aqui. Tenho um filho em idade pré-escolar e sou casada. O tratamento com mães e pais que trabalham é muito respeitoso aqui. Ainda não sei quanto tempo ficarei na Alemanha – no momento isto está em aberto.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: