O verde audacioso invade as cidades

Plantio de verduras nas calçadas, oásis de calma na rotina atribulada, hotéis para insetos: as possibilidades da jardinagem urbana são ilimitadas. Três tendências de jardins.

dpa - Urban gardening

Alemanha. Viceja, floresce e cheira no bairro berlinense Marzahn. De abril até outubro de 2017, tudo lá gira em torno da jardinagem, numa área de 104 hectares. A Exposição Internacional de Jardinagem (IGA) atrai os visitantes com mais de 5.000 eventos e mostras sobre a arte da jardinagem e do paisagismo, espaços urbanos verdes e estilo de vida.

Nove jardins-modelo mostram ideias simples e inovadoras de configuração para jardins, quintais ou tetos. Os visitantes podem informar-se tanto sobre plantas úteis e de decoração, tradicionais artes manuais ou reciclagem de material, como também sobre plantações em quintais extremamente sombreados ou espaços de proteção para pequenos animais e insetos. Três tendências.

Jardim urbano

A jardinagem urbana é, há muitos anos, um fenômeno na Alemanha. A tendência é originária dos EUA. Os jardineiros das metrópoles não desprezam terrenos baldios, tetos de casas e de garagens ou faixas à beira das calçadas. Se o chão estiver pavimentado ou não for apropriado para plantação, eles simplesmente plantam em caixas de madeira ou em velhos jarros de flores, em embalagens Tetra Pak usadas ou em paletas. Muitas cidades dão apoio a esse engajamento. Os grandes e pequenos jardins urbanos tornam-se frequentemente espaços de convívio social.

 

Jardim de equilíbrio

Uma tendência da nova temporada jardineira é a meditação nas áreas verdes. No jardim de equilíbrio, tudo é descontraído e equilibrado, ele deve criar uma atmosfera tranquila. Plantas tenras e materiais minimalistas, como vasos de cerâmica pendentes com cana-de-vassoura, são muito adequados por exemplo em combinação com as formas claras da oliveira. Uma outra variação é inspirada nos jardins de mosteiros: belas plantas úteis em verde e azul, por exemplo lavanda e videira, são combinadas com materiais naturais. Superfícies variadas, como um terraço com padrão de labirinto, convidam a fazer divagar a vista e os pensamentos.

 

Jardim para abelhas

Abelhas e zangões são importantes para a natureza – também no próprio jardim. Eles polinizam, por exemplo, as flores das árvores frutíferas. Mas principalmente as abelhas selvagens encontram cada vez menos lugar nas regiões densamente povoadas. Ao contrário das abelhas de colmeia, elas vivem geralmente de forma solitária, fazem sozinhas o seu ninho e têm elas próprias de cuidar da alimentação das suas crias.  Um hotel para abelhas é uma grande ajuda para as abelhas selvagens e pode ser feito facilmente com materiais naturais, como toras de lenha, caules ocos ou cana-da-índia. Há que fazer furos de distintos tamanhos na madeira redonda, empilhá-las e prendê-las juntas, pendurando depois

© www.deutschland.de