Como o alemão transformou minha vida

Superar preconceitos, encontrar amigos, conseguir bons empregos. Os alunos de PASCH contam porque é vantajoso aprender alemão.

10 anos de PASCH. Aprender alemão traz união.
10 anos de PASCH. Aprender alemão traz união. ZfA

Vale a pena aprender alemão! E não é tão difícil, como muitos ainda pensam. Isto é o que comprovam mais de 750 contribuições de alunos PASCH de todo o mundo, para um concurso por ocasião do décimo aniversário da iniciativa “Escolas: parceiras do futuro”, abreviadamente PASCH. Os alunos produziram vídeos, desenharam histórias em quadrinho ou pintaram quadros. Os resultados foram tão surpreendentes e diversos como a motivação dos alunos para aprender alemão. Agora, os ganhadores do concurso podem empregar seus conhecimentos de língua em uma viagem a Berlim. Existe um estímulo melhor?

Aprender alemão traz união

 “Para nós, o alemão é como se fosse uma chave para um novo mundo”, dizem Mamatkulov, Aleksey, Remsi, Sevinch e Azizbe, de Samarkand, no Uzbequistão. Em grupo, eles ganharam o concurso de vídeo. Aprendendo juntos a língua alemã, eles conseguiram também se aproximar da cultura e de temas alemães, como a proteção ambiental, fazendo amizades entre os colegas de classe, os alunos PASCH de outros países e jovens alemães. “O alemão é para nós o coração da nossa família”.

Aprender alemão aumenta a chance de fazer carreira

Como o alemão mudou nossa vida? Devansh, Siddhant e Ayush, da Lotus Valley School de Noida, na Índia, receberam muitas respostas dos seus colegas de estudo. A aprendizagem do alemão melhorou suas chances de fazer carreira, abrindo-lhes a possibilidade de estudar na Alemanha, eliminando preconceitos e até mesmo alterando seus hábitos alimentares.

Aprender alemão evita cometer equívocos

“Beijar e espirrar podem ser embaraçosos”, dizem José Prema, Samadhi e Luke Evan, da Escola Alemã de La Serena, no Chile. Por que? Porque os chilenos esperam que se deem beijinhos quando se cumprimentam e os alemães desejam “Saúde” quando alguém espirra. “É fácil entrar no papel de um estrangeiro, quando se conhece a sua cultura”. 

Bonecas despertam o interesse pela Alemanha

Duas bonecas, que o pai de Marija lhe trouxe de uma viagem à Alemanha, despertaram o interesse da menina de Novosibirsk, na Rússia. Agora com 14 anos de idade, ela já esteve duas vezes na Alemanha e está se preparando para o exame de alemão do nível B1, aprofundando seus conhecimentos em intercâmbio com uma amiguinha em Dresden. 

PASCH-Wettbewerb
PASCH-net

Fascinada pelos contos e castelos alemães

Para Alina, de Kokschetau, no Cazaquistão,  a língua e a cultura alemãs foram um quebra-cabeça, que peça por peça, se transformou em uma surpreendente imagem da Alemanha com figuras de contos de fadas e obras arquitetônicas históricas. 

PASCH-Wettbewerb
PASCH-net

Bolo alemão de limão vira receita de sucesso

Cloudia, Hana Ken e Rachma, da Indonésia, ganharam o concurso de vídeo para PASCH-Alumni, retratando uma antiga aluna de PASCH, que fez seus amiguinhos vibrarem de alegria com as receitas de bolos alemães, recebendo correspondência de “alumni” de todo o mundo e conseguindo um emprego, pois o chefe de pessoal apreciou uma coisa em comum: o conhecimento de alemão.