Entdecke DE: a cidade hanseática Lübeck

Com a série “Entdecke.DE”, fazemos uma viagem através de toda a Alemanha: desta vez, vamos à cidade portuária e hanseática Lübeck.

picture-alliance/Wildlife - Lübeck
picture-alliance/Wildlife - Lübeck

Lübeck é literatura mundial. Com a epopeia de gerações “Buddenbrooks”, Thomas Mann criou em 1901 um monumento literário à sua cidade natal. De cada linha fala o espírito hanseático da cidade no final do século 19. Em cada esquina de Lübeck encontram-se ainda hoje recordações da família de comerciantes Mann, ou “Buddenbrooks” – não apenas na Buddenbrookhaus, que foi o centro da vida da grande família Mann e hoje recorda o portador do Prêmio Nobel de Literatura de 1929. A Lübeck de hoje é um conjunto interessante de vielas e prédios históricos, rodeados de água e, desde 1987, Patrimônio Cultural da Humanidade.

A cidade fundada em 1143 tornou-se poderosa e rica como centro da Liga Hanseática medieval, uma associação das cidades norte alemãs, que dominava o comércio. Naquela época, Lübeck era a segunda maior cidade da Alemanha, depois de Colônia. Mas só depois Lübeck tornou-se muito conhecida além de suas fronteiras, através de uma especialidade. O marzipã de Lübeck, uma iguaria feita de “tanta amêndoa quanto possível e tanto açúcar quanto necessário”, goza entretanto de fama mundial e sua designação de origem tem proteção da União Europeia.

Pensamento perspicaz e abertura para o mundo marcam ainda hoje a maior cidade portuária alemã no Mar Báltico. No sul da cidade, bem próximo à universidade e à universidade de ciências aplicadas, surge atualmente um novo bairro universitário com um total de 230 hectares, o “Vision Village”. Numa cooperação entre institutos e empresas, deverá ser encurtado ali o ciclo da ideia até o produto no setor de life science, criando assim capacitação  para o mercado na forma de spin-offs e startups.

Travemünde, a “mais bela filha de Lübeck”, cuida de que seja mantida a qualidade de vida da cidade, apesar de todos os negócios. O balneário do Mar Báltico, com a impressionante arquitetura da sua avenida beira-mar, já proporcionara ao jovem Thomas Mann “os dias, sem dúvida, mais belos da minha vida”.

Jornada Alemã de Turismo, de 23 a 25 de outubro em Lübeck

www.luebeck.de

buddenbrookhaus.de

© www.deutschland.de