Wroclaw, Capital Europeia da Cultura

Nenhuma outra cidade representa tanto as agitadas relações alemão-polonesas como Wroclaw, uma das duas capitais europeias da Cultura em 2016.

dpa/Arno Burg - Capital of Culture Wroclaw

Neste ano, o grande interesse está voltado para o sul e o leste da Europa, dado que San Sebastián, na Espanha, e Wroclaw (Bratislava), na Polônia, repartem entre si o título de “Capital Europeia da Cultura”, o qual é conferido pela União Europeia.

São precisamente os acontecimentos em Wroclaw que despertam grande interesse na Alemanha, dado que em 2016 se comemora o 25º aniversário do tratado de vizinhança entre a Polônia e a Alemanha. Em 17 de junho de 1991, os representantes de ambos os Estados assinaram o contrato sobre a boa vizinhança e a cooperação amigável, criando a base de uma parceria estreita e profunda.

A “identidade” é o tema determinante

Poucas cidades têm tanta importância para as agitadas relações entre a Alemanha e a Polônia como Wroclaw. E esta relação entre ambos os países também será o assunto, quando essa cidade receber seus visitantes neste ano, pois a “identidade” será o tema determinante do programa da Capital Cultural.

Wroclaw teve de recuperar essa identidade, pois teve de ser reconstruída depois da II Guerra Mundial. Os habitantes alemães da antiga capital da província alemã da Silésia tinham sido expulsos ou tinham fugido. Os novos habitantes estavam à procura de uma nova pátria. A maioria deles vinha de regiões que tinham passado a pertencer à Rússia, depois da II Guerra Mundial. Naquela época, a população de Wroclaw fora então quase completamente substituída por outra população.   

“Trata-se de como uma cidade alemã se tornou uma cidade polonesa”, declarou o presidente municipal Rafał Dutkiewicz ao periódico berlinense “tageszeitung”. “E trata-se da Europa, à qual essas duas cidades – a do passado e a do presente – pertencem”. Em nenhum outro lugar, a identidade europeia seria tão concreta como em Wroclaw.

www.wroclaw2016.pl

© www.deutschland.de