Ajuda para criativos do setor cultural

Muitos artistas temem pela sua subsistência em virtude da pandemia do coronavírus. Por essa razão, o governo alemão ajuda os criativos culturais através das fronteiras.

O governo federal alemão apoia criativos culturais no país e no exterior.
O governo federal alemão apoia criativos culturais no país e no exterior. Farknot Architect - stock.adobe.com

A cultura pode unir, sobretudo em épocas de crise, ela pode ajudar o mundo a refletir ou fazer esquecer a crise por alguns minutos. Porém, em virtude da crise do coronavírus são cancelados eventos em todo o mundo, os teatros, museus e galerias permanecem fechados. De Tóquio até Berlim, para muitos artistas está em jogo a sua subsistência. A fim de preservar a economia criativa e para que os criativos do setor cultural possam atravessar bem a fase da crise, o governo federal alemão lhes oferece apoio no país e no exterior.

Para os criativos culturais foram aprovadas na Alemanha ajudas em montante bilionário, além de outras medidas de fomento para solistas autônomos e microempresas, bem como um acesso facilitado a uma renda básica. Maiores informações (em alemão) podem ser lidas aqui.

Rede global de segurança para criativos culturais

O governo federal não se empenha pela cultura apenas na Alemanha. A fim de dar maior apoio aos criativos culturais através das fronteiras, o Instituto Goethe, instituto cultural alemão atuante em todo o mundo, transferiu muitas das suas atividades para a internet. “Trata-se de preservar o intercâmbio cultural, apesar do fechamento das fronteiras física na maioria dos países”, afirma Jessica Magri Kraatz, do Instituto Goethe. Isso ocorre, por exemplo, através do projeto internacional “Time to listen“. Para a série de vídeos literários, o Instituto Goethe convida autoras e autores internacionais a narrar uma história – entre eles estão, por exemplo, T.C. Boyle dos EUA, Herta Müller da Alemanha e Ken Follet da Grã-Bretanha. Por sua vez, o projeto “Day-Afterthoughts “ coleciona visões do futuro de criativos culturais e intelectuais de todo o mundo.

«Webtoons» e plataformas culturais digitais

Além disso, o Instituto Goethe lançou recentemente a plataforma on-line “kulturama.digital”. Nela, artistas de todos os setores podem apresentar seus eventos a um público internacional: seja um concerto numa sala de estar em Berlim, uma visita virtual a uma exposição em Nova York ou um laboratório de cinema on-line nas Filipinas. Os espectadores e as espectadoras podem fazer donativos e, com isso, apoiar financeiramente seus artistas prediletos.

Além de projetos com foco global, há também uma ampla gama de atividades dos Institutos Goethe em países específicos: por exemplo, "Hauskonzerte" on-line em Hong Kong ou uma série de quadrinhos on-line (“web toons”) de desenhistas coreanos e alemães.

https://kulturama.goethe.de/

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: