Moldar a globalização de forma justa

A Alemanha empenha-se internacionalmente por gestão e trabalho justos – e também fornece ajuda concreta na crise do coronavírus.

Operária na Etiópia: afetada particularmente pela pandemia
Operária na Etiópia: afetada particularmente pela pandemia picture alliance / Xinhua News Agency

A política alemã está comprometida com os valores estabelecidos na Lei Fundamental. A Alemanha representa estes valores também internacionalmente: aqui você fica sabendo como a Alemanha se compromete com condições de trabalho justas no mundo todo, também no que diz respeito à crise do coronavírus e às inovações técnicas.

Responsabilidade por cadeias de fornecimento justas

Já durante a presidência alemã do G7 em 2015, o governo alemão assumiu um forte compromisso com o tema “Promover o bom trabalho no mundo inteiro através de cadeias de fornecimento sustentáveis”. Isto levou ao lançamento do Fundo Visão Zero (VZF), no qual outros países e a Comissão Europeia também estão envolvidos como doadores, assim como o grupo alemão Siemens, como primeiro apoiador privado. O VZF visa melhorar as condições de trabalho nos países de produção mais pobres, com foco nos setores agrícola e têxtil. O fundo também está comprometido com a prevenção de acidentes e doenças ocupacionais, na medida do possível. O respeito aos direitos humanos nas cadeias de fornecimento globais também é essencial no engajamento da Alemanha durante sua presidência do Conselho da UE em 2020.

Moldar o futuro mundo do trabalho de forma justa

As inovações técnicas aceleram o mundo internacional do trabalho – e muitas vezes trazem o perigo de novas injustiças. O Ministério Federal do Trabalho e Assuntos Sociais fundou um círculo de reflexão para encontrar respostas sustentáveis para a digitalização do mundo do trabalho. São discutidas as melhores condições possíveis de trabalho na plataforma econômica, ou seja, nos modelos de negócios baseados na internet, assim como a diversidade na nova sociedade de trabalho e as medidas para combater a discriminação estrutural das mulheres. Também o Ministério Federal de Educação e Pesquisa fomenta soluções para o futuro mundo do trabalho, por exemplo, com a rede IntWash para o desenvolvimento sustentável de lavanderias industriais, em face da digitalização.

Ajuda na crise do coronavírus

As consequências da pandemia do coronavírus para a economia global são devastadoras em muitos países. As paradas forçadas de produção e a ruptura das cadeias de abastecimento atingiram de forma particularmente dura os trabalhadores da indústria têxtil e do vestuário nos países mais pobres. Em setembro de 2020, o Ministério Federal de Cooperação Econômica e Desenvolvimento (BMZ) forneceu à Organização Internacional do Trabalho (OIT) 14,4 milhões de euros para ajudar empresas e trabalhadores na Etiópia, Bangladesh, Indonésia, Camboja, Laos, Madagascar e Vietnã a superarem melhor a crise do coronavírus.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: