Impulso, apesar da crise de coronavírus

A pandemia está transformando o comportamento das pessoas. Aqui, vocês podem ler quais foram os 3 ramos que receberam um impulso através dessa crise.

Altlandsberg. Aqui mora um vendedor de bicicletas.
Altlandsberg. Aqui mora um vendedor de bicicletas. picture alliance

Seja através de lockdown, bloqueamento de viagens ou fechamento de fronteiras, a epidemia de coronavírus e suas consequências estão transformando profundamente o comportamento das pessoas. Isso provocou grande danos nos segmentos da economia, mas alguns deles conseguiram até mesmo se beneficiar dessa crise. Apresentamos aqui os 4 segmentos ganhadores.

1. Comércio de bicicletas

Antes da crise de coronavírus, o setor de bicicletas já estava prosperando, pois as bicicletas elétricas (e-bikes) estavam ganhando terreno. Mais atividades de lazer no próprio país e menos viagens internacionais, provocadas pela crise de coronavírus, deram um grande impulso a essa tendência de uso da bicicleta, tão benéfica para a ecologia. No primeiro semestre de 2020 foram vendidas 3,2 milhões de bicicletas na Alemanha, 19 por cento mais do que no mesmo período de 2019, sendo que 1,1 milhão delas foram e-bikes. Esse setor espera, para as bicicletas cargueiras, um crescimento de 50 por cento, ou seja, de 43 000 unidades. 

2. Mercadinhos de material de construção

FaçaVocêMesmo está em voga. Quem sai ganhando são os mercadinhos de material de construção.
FaçaVocêMesmo está em voga. Quem sai ganhando são os mercadinhos de material
de construção.
picture alliance/dpa

Pregar um prego na parede, pintar de novo as paredes ou plantar flores são atividades de lazer muito apreciadas na Alemanha, que agora estão muito mais em curso, desde que o tempo livre na própria casa aumentou. Por isso aumentou também o número de pessoas que procuram os mercadinhos de material de construção, os “Baumärkte”, para se empolgar com os utensílios elétricos caríssimos, para comprar pinceis e tintas ou para se informar sobre culturas vegetais ou plantas exóticas. O resultado é que no primeiro semestre de 2020, as vendas nesses mercadinhos alemães tiveram um aumento médio de mais de 15 por cento. 

3. Veículos recreativos

Feira em Düsseldorf. Os veículos recreativos estão mais em voga do que nunca.
Feira em Düsseldorf. Os veículos recreativos estão mais em voga do que nunca. picture alliance/dpa

O ramo turístico foi afetado profundamente pela crise, mas uma parte dele pôde crescer extraordinariamente. Foi o setor de campismo e veículos recreativos. Até novembro tinham sido vendidos 39,9 por cento mais de unidades do que nos primeiros dez meses de 2019, sendo que este ano tinha sido até então o melhor ano da história alemã de veículos recreativos. Os motor homes ainda continuaram em voga, com cerca de seis por cento.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: