“Prioridade máxima”

O governo federal alemão pretende lutar pela proteção do clima tanto na Alemanha como no mundo todo. Vocês ficam sabendo aqui o que ele propõe fazer.

Entre outras coisas, o governo federal alemão promoverá a energia eólica
Entre outras coisas, o governo federal alemão promoverá a energia eólica picture alliance/dpa

Os objetivos ambiciosos do novo governo alemão na proteção climática são, para a Alemanha, a grande expansão das energias renováveis, o rápido abandono do carvão e muito mais veículos elétricos nas ruas e estradas. Apresentamos aqui os mais importantes projetos acordados pelos parceiros da coalizão de SPD, Verdes e FDP.  

A proteção do clima tem “prioridade máxima”

O critério de referência para o novo governo federal é alcançar o objetivo assentado no acordo de Paris sobre a proteção do clima de limitar o aquecimento global a 1,5 grau. “Alcançar os objetivos da proteção do clima assentados em Paris é nossa prioridade máxima”, é o que diz o contrato de coalizão. Neste particular, os partidos do SPD, Verdes e FDP pretendem unir a economia à proteção do clima: “É neste sentido que será criado um ministério da economia e proteção do clima, cuja chefia estará sob a responsabilidade do político verde Robert Habeck.

Robert Habeck, novo ministro federal da Economia e do Clima
Robert Habeck, novo ministro federal da Economia e do Clima picture alliance/dpa

Abandono do carvão e expansão das energias renováveis

Os parceiros da coalizão querem, “de preferencia” e o mais tardar até 2038, abandonar o carvão como fonte de produção de eletricidade. Ao mesmo tempo, as energias renováveis deverão ter atingido 80 por cento da produção de eletricidade de fontes de energias renováveis até 2030. O novo governo alemão confirma a resolução de abandonar a eletricidade nuclear até fins de 2022, prometendo também que se preocupará com “preços de energia que sejam socialmente justos”.

De veículos elétricos até a agricultura orgânica

Os parceiros da coalizão entendem a proteção climática como uma “tarefa de corte transversal” para todo o governo federal, com a aplicação de medidas em todos os setores práticos. Assim, por exemplo, deverá haver um mínimo de 15 milhões de veículos elétricos até 2030 e, paralelamente, se deverá dar mais enfoque ao tráfego férreo. A quota da agricultura orgânica deverá ser de 30 por cento até 2030. 

A Alemanha como parceira internacional na proteção climática

O governo federal também se empenha em dar impulsos à proteção climática a nível internacional, como o planejamento de uma inciativa para a instituição de parcerias climáticas. Além disso, o governo alemão confirma a participação de 100 bilhões de dólares no financiamento climático internacional, admitindo também uma elevação desse montante.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: