Salaam -Schalom

As religiões podem viver juntas sem conflitos? Falamos em Berlim com o judeu Armin e seu amigo e colega muçulmano Zakariya.

Armin e Zakariya são amigos desde 2014.
Armin e Zakariya são amigos desde 2014. Hatice Kahraman

Os berlinenses Armin Langer e Ozan Zakariya Keskinkilic defendem uma sociedade pluralista. Juntos, eles trabalham na Iniciativa Salaam-Schalom, em Berlim, que desde 2013 vem contribuindo para que as religiões possam ter uma coexistência pacífica.

Armin, você fundou a Iniciativa Salaam-Schalom como clara declaração contra as áreas a serem evitadas pelos judeus em Berlim, encontrando muitos apoiadores, entre eles também muçulmanos.

Armin: A discussão em Berlim sobre as áreas a serem evitadas por judeus, as No-Go-Areas, nas quais os judeus são hostilizados, vê imediatamente determinados grupos (de muçulmanos, nota da Redação) como os únicos promotores de antissemitismo. Nossa obrigação é de não generalizar nenhum grupo como suspeito. 

Zakariya: Tanto o antissemitismo como o racismo  contra os muçulmanos têm de ser combatidos em toda a sociedade. Eles não se limitam a um determinado lugar, mas são parte de um complexo muito maior. Em vez de provocar um confronto entre judeus e muçulmanos, precisamos de uma nova forma de solidariedade, não somente com grupos marginalizados, mas também entre eles.   

De onde vem a ideia de um conflito entre judeus e muçulmanos na Alemanha? 

Armin: O conflito básico entre os judeus conservadores e os muçulmanos não se fundamenta apenas na religião, mas no conflito no Oriente Médio. Creio que é importante deixar bem claro que nós, sendo minorias na Alemanha, temos de manter coesão. O que podemos fazer é ouvir uns aos outros.

Como cada indivíduo pode contribuir para a paz entre as religiões?

Armin: O único caminho para se conseguir uma sociedade justa são a participação e a atuação sociais. Se a sociedade se desloca para a direita, temos de nos unir e levantar a nossa voz contra esse desenvolvimento.

E, por outro lado, como as religiões podem contribuir para que haja paz entre as pessoas?

Zakariya: “Quem salva uma vida salva o mundo inteiro” é uma sentença do Talmude judaico, a qual também se encontra quase literalmente no Alcorão. Isso, naturalmente, não é nenhuma coincidência. O islã tem vinculação com muitas crenças e princípios religiosos judaicos e vê o judaísmo e também o cristianismo como religiões irmãs. Querendo, toda pessoa pode procurar inimizades entre as religiões, as pode encontrar e as alimentar. Ter ódio não é ter talento. Quem estiver disposto a olhar além do seu horizonte encontrará coisas em comum e alianças. Então, a questão propriamente dita é: o que a pessoa quer?  

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany?
Subscribe here: