O embaixador Rolf Nikel na Polônia

Na série “A postos”, de deutschland.de, embaixadores alemães oferecem uma visão dos bastidores da diplomacia e do seu país anfitrião. 17ª parte: Rolf Nikel na Polônia

Auswärtiges Amt - Ambassador Rolf Nikel

Quais temas vêm determinando as relações bilaterais entre a Alemanha e Polônia?

Sendo parceiras na UE, a Alemanha e a Polônia estão defrontando os mesmos desafios , ou seja, superar a crise dos refugiados, lutar contra o terrorismo e terminar o conflito ainda existente acerca da Ucrânia.

 

Quanto à superação da crise dos refugiados, temos a mesma opinião que a Polônia no que diz respeito à segurança das fronteiras externas e ao apoio dos Estados dessa região. Essa crise somente será solucionada dentro do espírito europeu da solidariedade. Estamos também dialogando intensamente com nossos parceiros poloneses para dar forma a essa solidariedade.

 

Com respeito ao conflito na Ucrânia e em torno dela, nós e a Polônia estamos de acordo que o tratado de Minsk deve ser totalmente realizado.

 

O que une a Polônia com a Alemanha de maneira especial e em que setor o senhor gostaria de aprofundar as relações?

 

A Alemanha e a Polônia estão unidas por uma relação muito boa e de muitas facetas. As relações alemão-polonesas alcançaram um nível até agora desconhecido na nossa história comum, que em parte foi muito trágica. Foram principalmente os últimos 25 anos depois da virada – na qual a Polônia teve um papel muito importante – nos quais as nossas relações se desenvolveram de modo muito positivo.

 

 

A cooperação alemão-polonesa, em nível da sociedade civil, é o sustentáculo das nossas relações. Esse fundamento para os nossos contatos, que se aprofundam cada vez mais, são milhares de parcerias alemão-polonesas, com base tanto privada como institucional, com mais de 400 parcerias entre cidades e inúmeras parcerias regionais, entre escolas e universidades.

 

Essa cooperação da sociedade civil deve continuar sendo intensificada e promovida. Neste particular, o intercâmbio juvenil e o aprendizado da outra língua vizinha são aspectos muito importantes. A Polônia é campeã mundial no aprendizado da língua alemã: atualmente, 2,3 milhões de poloneses aprendem alemão.

 

A Polônia elegeu um novo governo em outubro de 2015. Que mudanças poderiam acontecer para a Polônia, a Alemanha e a Europa?   

 

O novo governo polonês foi empossado há apenas algumas semanas. Ainda é muito cedo para se ter uma ideia do seu curso. A Polônia continuará tendo um peso importante na Europa, para a superação de inúmeros desafios que temos pela frente. Com base em meus diálogos, eu sei que as relações alemão-polonesas e sua intensificação são importantes tanto para o novo governo como para o novo presidente. Se houver grandes mudanças, estas ocorrerão antes na própria Polônia, dado que o partido governamental PiS já decidira, na campanha eleitoral, dar ênfase à política econômica e social.

 

O tratado entre os vizinhos comemorará seu 25º aniversário m 2016. Nesta ocasião, deverá ser festejado um “Ano Alemão-Polonês”. O que está planejado?

 

Neste ano festivo de 2016, acontecerá uma série de eventos políticos, culturais e sócias, em ambas as margens do Oder, para comemorar a amizade alemão-polonesa. Estão planejadas, por exemplo, uma reunião de ambos os governos em Berlim, em 17 de junho, o dia da assinatura do tratado, e uma festa para os cidadãos no centro da cidade. Além disso, o Centro Alemão-Polonês da Juventude organizará uma festa em Varsóvia, para a qual os presidentes dos dois Estados estão convidados.

 

Durante todo o ano haverá eventos nos diferentes lugares, organizados pelas inúmeras iniciativas alemão-polonesas da sociedade civil. A embaixada alemã em Varsóvia e o Instituto Goethe da mesma cidade organizarão uma “Semana Alemã” na Polônia, sob o lema “O bom vizinho convida”, oferecendo eventos temáticos sobre filmes, música, moda, cidade, jardim e culinária.

 

Frequentemente, as imagens internas e externas de um país se diferenciam. Segundo suas experiências pessoais, o que tem de ser dito sobre a Polônia?

 

Para muitos alemães, a Polônia infelizmente ainda continua sendo o grande vizinho desconhecido. Os poloneses, em geral, sabem muito mais da Alemanha do que a média dos alemães sobre a Polônia, sendo que a Polônia tem muita coisa a oferecer, tanto turisticamente como econômica e culturalmente. Gostaria que mais alemães visitassem o outro lado do Oder. O que mais me toca são a cordialidade e a hospitalidade dos poloneses, assim como seu espírito de negócios e improvisação.

 

www.polen.diplo.de

 

© www.deutschland.de