A grande diferença

Indo na direção certa dando cinco passos. A iniciativa “Women Mobilize Women” trabalha internacionalmente na mobilidade igualitária de gêneros.

Mãe com filho – direito individual de mobilidade
Mãe com filho – direito individual de mobilidade bernardbodo - stock.adobe.com

Uma viagem de ônibus é igual para todos? Já há uma diferença muito grande se uma pessoa viaja sozinha ou com uma criança, mas quase nunca se pensa nisso. A iniciativa “Women Mobilize Women” (WMW) promove internacionalmente uma mobilidade igualitária de gêneros. Essa iniciativa foi fundada em maio de 2018 pela Transformative Urban Mobility Initiative (TUMI), em parceria com o Ministério Federal da Cooperação Econômica e do Desenvolvimento e com a Sociedade Alemã para a Cooperação Internacional (GIZ). Hoje, a WMW é uma rede de mulheres responsáveis de todo o mundo, que querem configurar o setor da mobilidade com base na igualdade de gêneros. Para tanto, Women Mobilize Women definiu cinco passos centrais:

1. Pesquisar e compreender a mobilidade feminina. Um critério básico para tanto é identificar cada uma das frequentes diferenças regionais típicas da mobilidade masculina.

2. Desenvolver ofertas de mobilidade inclusiva. A mobilidade igualitária de gêneros é sempre uma questão da perspectiva. Um exemplo é que a distância de casa até o ponto de ônibus tem um significado para uma pessoa que vai para o trabalho e uma outra importância fundamental para as pessoas que têm de fazer compras várias vezes por dia, carregando crianças e sacolas de compra. Importantes nas diferenças específicas entre os gêneros  são também as condições de higiene em banheiros e fraldários públicos nos pontos de convergência do trânsito suburbano.

3. Garantir a segurança das mulheres no transporte público. Isto através de pontos de parada e ruas bem iluminados, de pessoal atento e seguranças, como também de instalações de pontos de paragem em caso de necessidade fora dos horários de pico, para evitar que as mulheres tenham que andar longos trechos a pé. Acima de tudo isso está a condenação social de assédios sexuais e a repressão penal destes.   

4. Capacitar as mulheres para o setor de transporte. Um sistema de transporte igualitário de gêneros exige que a ocupação e a remuneração sejam justas, como também que haja uma equidade na ocupação de postos em todos os setores de trabalho. Importante é também um comportamento exemplar de todos os trabalhadores do sistema de transporte.        

5. Criar consciência e despertar interesse. Uma sinalização de trânsito adequada à equidade de gêneros é um passo importante, sendo que a consciência de um comportamento com igualdade de gêneros somente poderá ser gerada através de campanhas públicas e da educação nas escolas.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: