“Estável e seguro”

As eleições na Alemanha podem ser ameaçadas por manipulações? O diretor do Departamento de Eleições Federais explica quais precauções são tomadas. 

Georg Thiel garante eleições democráticas.
Georg Thiel garante eleições democráticas. picture alliance/dpa

O Dr. Georg Thiel é diretor do Departamento de Eleições Federais e presidente do Departamento Federal de Estatística. Sua tarefa é organizar e supervisionar as eleições a nível nacional.

As eleições ao parlamento federal estiveram até agora livres de fraude, manipulações ou falsificações. O aumento de ataques cibernéticos e as campanhas de desinformação estão mudando isso?

Não! O sistema eleitoral da Alemanha é estável e seguro, pois uma grande rede de autoridades e órgãos eleitorais trabalham na correta execução das eleições. Ao lado dos órgãos eleitorais há também, por exemplo, o Departamento Federal de Segurança e Tecnologia de Informação, que ajuda na segurança da TI empregada, a Central Federal para Formação Política e o Departamento Federal de Imprensa com suas vastas informações sobre as eleições parlamentares. O Ministério Federal do Interior e as diversas autoridades de segurança também se preocupam em garantir um escrutínio seguro para todos os cidadãos e cidadãs, apesar dos mais diferentes desenvolvimentos. Continuamos muito atentos e observamos continuamente os diversos riscos, para poder reagir imediatamente.

A pandemia do coronavírus nos faz enfrentar grandes desafios

Georg Thiel, diretor do Departamento de Eleições Federais

O senhor conta com quais tentativas de manipulação e como o senhor se prepara para as enfrentar?
Um exemplo foi afirmar, nas eleições parlamentares de 2017, que os locais de votação já fechariam às 15h00. Nós informamos imediatamente no Twitter que os locais fechariam, como de costume, às 18h00. Para desmentir tais informações falsas e outras tentativas de manipulação, o diretor do Departamento de Eleições Federais e a direção das eleições estaduais informam ativamente e de antemão sobre as eleições, em diferentes canais, como websites, mídia social, comunicados de imprensa e entrevistas. No Twitter e no Instagram, informamos no Account@Wahlleiter_Bund. E em www.bundeswahlleiter.de, instalamos a rubrica “Fakten gegen Fake News” (Fatos contra notícias falsas).

Georg Thiel, diretor do Departamento de Eleições Federais, encarrega-se do correto andamento das eleições.
Georg Thiel, diretor do Departamento de Eleições Federais, encarrega-se do correto andamento das eleições.
picture alliance/dpa

Quais são os desafios causados pela pandemia, principalmente por uma quarta onda da pandemia?
A pandemia do coronavírus é um grande desafio para nós. Estamos preparados para todos os cenários e as eleições de setembro poderão ser realizadas regularmente. As experiências eleitorais na Renânia-Palatinado, em Baden-Württemberg e na Saxônia-Anhalt mostraram que as eleições são possíveis, mesmo em caso de pandemias, se as regras de higiene forem observadas.

A destruição da infraestrutura nas regiões inundadas poderia ser um problema?
Felizmente, a lei e a ordem eleitorais oferecem regras de como as eleições podem ser realizadas sob essas difíceis condições. As listas eleitorais, por exemplo, podem em parte ser feitas dentro do prazo previsto, com o apoio dos municípios vizinhos. Onde falta a infraestrutura, como para os locais de votação, podem ser montados contêineres e tendas. Os eleitores e as eleitoras também podem ser informados sobre a decorrência das eleições de uma maneira diferente da costumeira carta de convocação. Deverá haver também campanhas da mídia e cartazes com informações sobre as eleições. 

 


Vocês podem ficar sabendo mais sobre o cenário alemão dos partidos políticos em nosso Especial sobre as eleições ao Parlamento Federal Alemão

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: