Nós lhes mostramos nossos lugares preferidos

Fora dos roteiros turísticos: a redação de deutschland.de dá dicas para a sua próxima viagem à Alemanha.

O lago Chiemsee na região pré-alpina
O lago Chiemsee na região pré-alpina dpa
Martin Orth
Martin Orth

Lago e montanhas em Prien no Chiemsee

O charme da região é revelado numa excursão de bicicleta em torno do “mar bávaro”. As “E-Bikes” podem ser alugadas na estação de bicicletas no porto de Prien. Então, vamos: em direção norte, o trecho de 30 quilômetros passa por Gstadt e Seebruck, indo até Chieming, sempre com vista para o imponente “Kampenwand”, o pico de 1669 metros de altura nos Alpes de Chiemgau. Entregamos as bicicletas alugadas de volta em Chieming e tomamos o barco para a idílica ilha Fraueninsel. Em seguida, continuamos para a Herreninsel, para o ponto alto da excursão: o castelo Herrenchiemsee. O rei Luís II superou até mesmo o modelo Versalhes em pompa. Após o traslado para Prien, nós nos deliciamos com uma “Bayrisch Hell” (cerveja) e um bom lanche.

 

Pomposo: o castelo Herrenchiemsee
Pomposo: o castelo Herrenchiemsee Martin Orth
Kim Berg
Kim Berg

Marburg, a cidade fantástica às margens do rio Lahn

O castelo de Marburg ergue-se sobre a pequena cidade, de traçado irregular, na região de Mittelhessen. Já os Irmãos Grimm deixaram-se inspirar pelo charme de Marburg. As pitorescas casas de enxaimel e a prefeitura do estilo gótico tardio na praça Marktplatz marcam o panorama da parte alta da cidade. Aqui há, por todas as partes, cafés e bares. A igreja de Santa Elisabeth e a torre Spiegelslustturm sobre a montanha de Lahnbergen constituem as imagens-símbolo de Marburg. Lá de cima, tem-se uma vista fantástica da cidade. No vale, corre silencioso o rio Lahn, ladeado por relvas, onde muitos estudantes fazem suas pausas, havendo bom tempo.

No bairro histórico de Marburg
No bairro histórico de Marburg dpa
Janet Schayan
Janet Schayan

Tranquilidade espetacular no Mar de Baixio

O Mar de Baixio na região costeira do Mar do Norte não é, naturalmente, nenhuma dica inusitada. Mas esse lugar é: ele está localizado em Keitum, o romântico povoado na costa leste da ilha Sylt. As vielas aqui se chamam Ingiwai e Am Tipkenhoog. Não deem maior atenção a elas. Busquem o caminho “Am Kliff”, se possível numa tarde tíbia de verão. Aí há um banco marcado pelo tempo. No crepúsculo, tem-se uma vista grandiosa da paisagem das marés baixa e alta. Ao lado disso, um pouco de canto dos passarinhos, algumas nuvens. E nada mais. A tranquilidade pode ser espetacular? Aqui pode.

 

Pôr do sol sobre o Mar de Baixio, na costa de Sylt
Pôr do sol sobre o Mar de Baixio, na costa de Sylt Janet Schayan
Helen Sibum
Helen Sibum

Através da Região do Ruhr na ciclovia expressa

A Região do Ruhr ainda não tem nenhuma boa fama na Alemanha: o antigo centro da indústria europeia de carvão e do aço é tido como cinzento, triste, sempre um pouco atrasado no tempo. Que isso não é verdade, pode-se comprovar na Ciclovia Expressa Ruhr 1 (RS1). Onde antigamente os trens cargueiros transportavam carvão, pode-se fazer agora uma excursão de bicicleta nas áreas verdes do Ruhr, passando pelas cidades da região. Quando a ciclovia estiver concluída, ela terá 101 quilômetros de extensão, ligando Hamm a Duisburg. Com essa distância, é bom saber que na ciclovia há até mesmo pontos de descanso com lanchonete!

 

A ciclovia expressa do Ruhr passa sobre o viaduto urbano em Mülheim
A ciclovia expressa do Ruhr passa sobre o viaduto urbano em Mülheim AGFS/Peter Obenaus
Tanja Zech
Tanja Zech

O outro lado de Dresden

Vocês já admiraram a igreja Frauenkirche, o teatro Semperoper e a coleção artística no Grünes Gewölbe? Fantástico! Mas, agora, deixem toda essa confusão. Com o bonde, vocês vão rumo à praça Schillerplatz, cruzando a “Blaue Wunder” – a mais famosa ponte de Dresden – e descobrem o pitoresco subúrbio em Loschwitz. Tomem o teleférico para a plataforma do mirante e gozem a ampla visão panorâmica da cidade e do vale do rio Elba. Depois, passeiem pelas vielas emaranhadas do bairro de mansões “Weisser Hirsch”, descendo rumo ao Elba. Quem aguenta fazer caminhadas, pode passear ao longo da margem norte do Elba de volta à cidade, com vista para a silhueta da nova e da velha Dresden.

 

Vista de Dresden e do rio Elba
Vista de Dresden e do rio Elba dpa