Aqui você aprende arte

Muitas academias de arte na Alemanha oferecem excelente formação e são frequentemente associadas a grandes nomes. Uma visão geral.

Universidade de Artes de Berlim
Universidade de Artes de Berlim Matthias Heyde

Se você quer estudar belas artes, você tem muitas opções na Alemanha. A maior escolha é oferecida pela Universidade de Artes de Berlim (UdK Berlin). Com mais de 70 programas de graduação e cerca de 220 professores, é a maior universidade de artes da Europa. Suas quatro faculdades incluem artes plásticas, design, música e artes cênicas. Sua história, que remonta a 1696, também torna a UdK Berlin uma das mais tradicionais escolas de arte. Hoje é conhecida por muitos artistas renomados que ensinam ou já ensinaram lá. Tais como Georg Baselitz, Hito Steyerl, Vivienne Westwood ou Ai Weiwei.

Academia de Arte de Düsseldorf
Academia de Arte de Düsseldorf dpa

A Academia de Arte de Düsseldorf também é muito importante. Sua história remonta a 1773. A Academia teve seu primeiro grande período no século XIX, quando surgiu lá a “Escola de Pintura de Düsseldorf”. Acima de tudo, porém, a Academia está associada a nomes como Gerhard Richter, Günther Uecker, Otto Piene e, principalmente, Joseph Beuys, que estudou ou ensinou lá dos anos 50 aos anos 70. Nos anos 90, chamou a atenção a Escola de Fotografia de Düsseldorf, liderada por Bernd e Hilla Becher.

Academia de Artes Visuais de Leipzig
Academia de Artes Visuais de Leipzig dpa

No leste da Alemanha, a Academia de Artes Visuais de Leipzig goza de muito boa reputação. Na escola de arte fundada em 1764, surgiu na época da RDA a chamada Escola Leipzig, da qual faziam parte pintores como Wolfgang Mattheuer, Bernhard Heisig e Werner Tübke. Hoje, há ali quatro programas de graduação: pintura/artes gráficas, arte do livro/design gráfico, fotografia e arte midiática. O curso de pintura e artes gráficas, em particular, goza de alta reputação, estando associada à Nova Escola de Leipzig. O termo é usado no mercado de arte, quando se refere a artistas como Neo Rauch, Tilo Baumgärtel ou Julia Schmidt, que são conhecidos mundialmente desde suas exposições no início dos anos 2000.

A Städelschule em Frankfurt do Meno é comparativamente jovem e pequena. Foi fundada pelo banqueiro e comerciante Johann Friedrich Städel, que morreu em 1816. Lá, os alunos podem estudar belas artes, arquitetura e curadoria. Entre seus professores e graduados mais conhecidos estão Jörg Immendorf, Wolfgang Tillmans, Tobias Rehberger, Peter Weibel, Isabelle Graw e Anne Imhof, que ganhou o Leão de Ouro em Veneza em 2017.