A indústria está investindo bilhões

A Tesla foi a primeira. Agora, três outras grandes empresas internacionais estão investindo em um futuro sustentável na Alemanha.

A Volkswagen constrói uma fábrica de veículos elétricos em Wolfsburg.
A Volkswagen constrói uma fábrica de veículos elétricos em Wolfsburg. picture alliance/dpa

Em fins de março de 2022, o empresário Elon Musk inaugurou a primeira fábrica de carros elétricos nas proximidades de Berlim, na presença do chanceler alemão Olaf Scholz. Essa gigantesca empresa foi construída em tempo recorde. “A Alemanha pode ser muito rápida”, disse o chanceler alemão. 

 Mas a Volkswagen, uma das pioneiras nesse mercado mundial, também ampliou as suas capacidades de carros elétricos na Alemanha. Em março de 2022, essa empresa decidiu construir uma fábrica de carros no valor de dois bilhões de euros, perto da sua sede em Wolfsburg, onde deverá surgir, a partir de 2026 e com métodos inovadores de fabricação, o modelo elétrico Trinity, neutro em  CO2. Os modelos atuais ID.3 e ID.4 estão sendo fabricados em Zwickau. O Trinity deverá estabelecer novos padrões quanto ao alcance, ao tempo de recarga (recarga tão rápida como no caso de encher o tanque com combustível) e à digitalização. O hardware deverá ser unitário, tendo quase tudo a bordo. Outras funções poderão estar sempre disponíveis gratuitamente “on demand”. Desta maneira se reduz claramente a complexidade de produção.

A Northvolt instala uma fábrica de baterias em Schleswig-Holstein.
A Northvolt instala uma fábrica de baterias em Schleswig-Holstein. Northvolt

Em fins de 2025 já deverão ser fabricadas em Heide, na costa ocidental de Schleswig-Holstein, as mais sustentáveis baterias para veículos elétricos. A empresa sueca de tecnologia de ponta Northvolt firmou em março de 2022 um memorando de entendimento correspondente. O argumento para a escolha desse lugar foi: essa região tem a mais limpa rede de energia da Alemanha, que se caracteriza por um excedente em eletricidade gerada por turbinas em terra e em alto mar, que poderá ser disponibilizada através da interconexão de redes com a Dinamarca e Noruega. Considera-se que a capacidade de produção dessa giga-fábrica alcançará os 60 GWh, o que bastaria para cerca de um milhão de veículos elétricos. 

A Intel está planejando uma fábrica de chips em Magdeburg.
A Intel está planejando uma fábrica de chips em Magdeburg. Intel

Foi também em fins de março que o grupo empresarial norte-americano Intel tomou a decisão de construir uma das maiores fábricas de chips em Magdeburg, Saxônia-Anhalt, onde os trabalhos de construção deverão começar o mais tardar em princípios de 2023, sendo que essa fábrica já deverá estar produzindo em 2027. Segundo a Intel, deverão ser gerados cerca de 3 000 empregos de tecnologia de ponta e dezenas de milhares de outros empregos nos setores de fornecimento. Essa empresa pretende fabricar em Magdeburg processadores e chips gráficos para si própria e para clientes. Esse é um bom sinal de desenvolvimento sustentável para a Alemanha e a Europa, pois os fabricantes automobilísticos estão lutando contra a falta de chips devido à interrupção que acontecem nas cadeias de fornecimento. (com dpa)

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: