Os campeões de inovação

De onde vem a maioria das inovações? Na Alemanha existem quatro centros inovadores que vocês deveriam conhecer.

Bosch registrou em 2018 a maioria das patentes
Bosch registrou em 2018 a maioria das patentes Bosch

Robert Bosch, a empresa mais inovadora

A mais inovadora empresa alemã não é nenhum fabricante de automóveis, nem uma empresa de engenharia mecânica, mas uma firma fornecedora, a empresa Robert Bosch, de Stuttgart. Esta empresa de tecnologia registrou em 2018 exatamente 4 230 patentes no Departamento Alemão de Patentes e Mercado, alcançando assim o primeiro lugar nesse ramo. Seus 69 500 funcionários trabalham nos setores de pesquisa e desenvolvimento. Quase em todo carro existe tecnologia Bosch. Atualmente, seus funcionários estão trabalhando intensamente em alternativas para o motor de combustão.

TU9, as universidades mais inovadoras

A aliança das nove universidades técnicas pioneiras oferece formação  para as cabeças inovadoras do futuro. O grupo TU9 é formado pelas universidades de Aachen, Berlim, Braunschweig, Darmstadt, Dresden, Hanôver, Karlsruhe, Munique e Stuttgart, que oferecem a quase 30 000 estudantes as bases de estudo das Ciências de Engenharia. Além disso, as universidades do TU9 desenvolvem a tecnologia de ponta, monitorando 21 dos atuais 57 centros de excelência de pesquisa de tecnologia futura.

Não vejo nenhuma grande diferença quanto ao Silicon Valey.

Profa. Dra. Jana Koehler, CEO, Centro Alemão de Pesquisa de Inteligência Artificial

Sociedade Fraunhofer, a mais inovadora instituição de pesquisa

Mais de 26 600 funcionários e funcionárias da Sociedade Fraunhofer transformam os resultados de pesquisa em produtos aptos para o mercado e em prestação de serviço. E isto com sucesso! Do airbag à tecnologia de MP3 e do LED branco à borracha de dente-de-leão vão as invenções boladas por esses funcionários. Sendo assim, a Sociedade Fraunhofer foi reconhecida pela sexta vez consecutiva, em 2018, como uma das 100 empresas globais mais inovadoras.

O IZM da Sociedade Fraunhofer desenvolve microbaterias dobráveis para roupas eletrônicas
O IZM da Sociedade Fraunhofer desenvolve microbaterias dobráveis para roupas eletrônicas
Fraunhofer/IZM

DFKI, o mais inovador centro de pesquisa

Há 30 anos foi fundado em Kaiserslautern o o Centro Alemão de Pesquisa de Inteligência Artificial (DFKI). Essa importante decisão teve seus méritos. Hoje, na grande fase da Inteligência Artificial, o DFKI tem importância internacional.  “Não vejo nenhuma grande diferença quanto ao Silicon Valey”, diz a Profa. Dra. Jana Koehler, que assumiu em fevereiro de 2019 a direção desse centro, onde mais de 1 000 funcionários trabalham em mais de 250 projetos de pesquisa, o que, segundo os planos do governo federal alemão, aumentará muito brevemente.

SherpaTT, o robô espacial do DFKI
SherpaTT, o robô espacial do DFKI DFKI GmbH/Florian Cordes

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: