Um fenômeno alemão

Os “hidden champions” (“campeões ocultos”) são empresas de médio porte de sucesso internacional, cujos nomes são pouco conhecidos até mesmo na Alemanha. Apresentamos três deles.

Symrise: Sabores para 30.000 produtos
Symrise: Sabores para 30.000 produtos Symrise

Segundo o professor Hermann Simon, há 1.300 “campeões ocultos” na Alemanha, pouco menos da metade de todos os campeões ocultos do mundo. O economista e consultor empresarial criou o termo em 1990 para descrever uma “ponta de lança da economia alemã”: empresas extremamente bem-sucedidas, a maioria delas até líderes do mercado mundial em um nicho, mas pouco conhecidas do público em geral. Outras características: os “campeões ocultos” são frequentemente administrados pelos proprietários e têm sua sede no interior, mas são fortemente orientados para a exportação. Três exemplos atuais.

Wickert: Indispensável na produção de vacinas

O fabricante de máquinas Wickert, de Landau no Palatinado, é especializado na produção de prensas hidráulicas. Quando as encomendas das indústrias automotiva e aeronáutica diminuíram em 2020 devido à pandemia, a primeira grande encomenda veio da indústria farmacêutica: a fabricação de máquinas para tampas de selagem dos recipientes de vacinas. Nem todos podem fazer isso, porque as exigências são altas. As tampas têm que ser produzidas em condições esterilizadas, pois até mesmo partículas pequenas de 3 micrômetros, ou 0,003 milímetros, são consideradas contaminantes. A título de comparação, um cabelo humano é cerca de dez vezes mais espesso, com 0,03 milímetros. Entrementes a produção está funcionando a todo vapor e as prensas de 45 toneladas são transportadas para clientes na Europa, América e Ásia pela gigantesca aeronave de cargas Antonov.

Mennekes: Tomadas para a mobilidade elétrica
Mennekes: Tomadas para a mobilidade elétrica picture-alliance/ ZB

Mennekes: Impulsionador da mobilidade elétrica

A empresa familiar Mennekes, de Kirchhundem na região de Sauerland, trabalha há décadas na eletrificação da indústria com soluções inovadoras. Mas provavelmente o maior êxito da história da empresa até hoje foi em 2014, quando o Parlamento Europeu declarou sua tomada de recarga Tipo 2 para carros elétricos seria o padrão na UE. Walter Mennekes já tinha desenvolvido a primeira tomada de recarga em 2008, quando Elon Musk acabara de apresentar o primeiro “roadster” Tesla. Seu filho Christopher fatura agora mais com a mobilidade elétrica do que com as tomadas industriais clássicas.

Symrise: Candidato ao Dax

O líder do mercado mundial com o nome artificial Symrise, de Holzminden na Baixa Saxônia, é um clássico “campeão oculto”. Não é muito conhecido, mas todos lidam diariamente com seus produtos. A Symrise fornece fragrâncias e sabores para mais de 30.000 produtos em todo o mundo, a maioria dos quais baseados em matérias-primas naturais como baunilha, cítricos, flores e materiais vegetais. As exportações correspondem a 90% das vendas. Os números-chave da empresa, com faturamento anual de 3,5 bilhões de euros, uma taxa média de crescimento anual de 5 a 7% e uma margem de lucro de mais de 20%, fazem da Symrise uma candidata para o índice Dax da bolsa de valores alemã.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: