Confiável

Frank-Walter Steinmeier é estimado pelos cidadãos e é também muito apreciado pelos políticos. Vozes sobre o novo chefe de Estado da Alemanha.

dpa - Frank-Walter Steinmeier mit seiner Frau Elke Büdenbender

Confiável, experiente, brilhante e bem-humorado são algumas das muitas qualidades, que os colegas políticos e os companheiros apreciam em Frank-Walter Steinmeier, o novo presidente federal alemão, eleito em 12 de fevereiro. Os alemães já conhecem há muito tempo este político do SPD, que foi ministro federal das Relações Externas até fim de janeiro, obtendo grande reconhecimento durante o exercício dessa função.

 

Angela Merkel, chanceler federal

“Frank-Walter Steinmeier é um candidato que terá o apoio de muitos cidadãos e cidadãs. As pessoas sentem o que nós sabemos, depois de termos trabalhado tantos anos com ele: ele é uma pessoa, em que todos podem confiar”.

 

Joachim Gauck, ex-presidente federal alemão, de 2012 a 18.03.2017

“O nome Frank-Walter Steinmeier continuará ligado à política externa alemã. Ele simboliza o trabalho incansável em continuar negociando, em fazer mediação e em convencer”. Steinmeier teria comprovado esse trabalho incansável nas negociações com o Irã, tanto como nas mediações entre os partidos em conflito na Ucrânia. “A falta de comunicação é a morte da diplomacia”. Steinmeier teria feito “deste reconhecimento um princípio básico”.

 

Gerhard Schröder, ex-chanceler federal alemão, de 1998 a 2005

“Nestes tempos difíceis, precisamos de boa experiência internacional, o que ele realmente tem. A pessoa certa para o momento certo! Ele é um trabalhador eficiente e tem uma rara mistura de sensibilidade pela política, uma grande capacidade comunicativa e uma brilhante consciência jurídica”.

 

John Kerry, ex-ministro federal dos Estados Unidos da América do Norte, de 2013 a 2017

No Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares com o Irã, ele contribuiu essencialmente para que as partes chegassem a um acordo. Frank tem um senso muito apurado para saber quando ele tem de ceder ou tem de resistir. Tudo era muito difícil, mas foi estupendo ter um parceiro ao lado, que não queria dar na vista, mas que trabalhava modestamente para realizar o plano”.

 

Jean Asselborn, ministro federal das Relações Externas de Luxemburgo

“Ele era uma das poucas pessoas que podia dar uma outra direção a um debate no Conselho, pois tinha poder de persuasão”.

 

Brigitte Zypries, ministra federal da Economia e Energia e uma boa amiga de Steinmeier, desde os tempos de estudo

“Steinmeier era uma pessoa, com quem se podia discutir muito bem e seriamente naquela época. E, neste meio tempo, todos já sabem que Steinmeier também tem bastante senso de humor”.