Zebras e Covid

O Conselho de Peritos em Coronavírus aconselha o governo federal na Alemanha. Aqui você fica conhecendo um de seus membros: Viola Priesemann

Viola Priesemann, do Conselho de Peritos em Coronavírus
Viola Priesemann, do Conselho de Peritos em Coronavírus Imago

O governo federal alemão é assessorado em muitas áreas importantes por especialistas da ciência e da pesquisa na Alemanha. Aqui apresentamos as personalidades e grêmios mais importantes. Por exemplo, Viola Priesemann, membro do Conselho de Peritos em Coronavírus.

Zebras. Muitas vezes, quando jornalistas se encontram com a física para aprender mais sobre ela e suas pesquisas, a conversa se volta em algum momento para os animais de pelo listrado preto e branco. Pois o fato de surgirem estes padrões tem a ver com a matemática complexa, com a maneira como duas substâncias químicas interagem dentro dos animais. E é exatamente isso que tem fascinado Viola Priesemann desde seus dias de estudante: como é possível rastrear os enigmas de nosso mundo aparentemente caótico com a linguagem precisa da matemática?

O que as zebras têm a ver com Matemática e o coronavírus?
O que as zebras têm a ver com Matemática e o coronavírus? Imago

Assim também podemos entender porque a cientista, que desde 2016 dirige o grupo de pesquisa “Teoria de Sistemas Neurais” no Instituto Max Planck para dinâmica e auto-organização em Göttingen, se interessou pela propagação do coronavírus no início de 2020. A especialidade de Priesemann é a modelagem do processamento de informações no cérebro humano. E o coronavírus e a pesquisa cerebral têm algo em comum. Em ambos os casos, é uma questão de tirar conclusões sobre o grande quadro geral, a partir de uma pequena parte bem observável, sob grande incerteza.

A física é considerada uma especialista em coronavírus

A cientista de 39 anos estudou Física na Universidade Técnica de Darmstadt, fez investigaçãocom o pesquisador cerebral Wolf Singer no Instituto Max Planck de Pesquisa Cerebral em Frankfurt do Meno. Ela está constantemente adaptando os modelos matemáticos desenvolvidos por sua equipe de estudo de neurônios em Göttingen para aplicação à modelagem de casos específicos de coronavírus. Há muito Priesemann se fez ouvir na política, e nos “talk-shows” é considerada uma importante especialista em coronavírus.

Priesemann adora o trabalho interdisciplinar. Durante seu tempo em Frankfurt, ela organizou salões de debate com amigos das áreas de Filosofia, Sociologia, Economia, para entender a crise financeira. Após a aparição do coronavírus, ela gostaria de reviver as reuniões, discutir novos fenômenos complexos – tais como a concentração de poder. E assim, contribuir para seu entendimento. “Preto é poder, branco é impotência, como eles se misturam, que padrões formam?” é o que diz o semanário “Die Zeit”. Um novo enigma de zebra para Priesemann.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: