“Bem-vindos à Alemanha”

O Estado alemão e muitos cidadãos e cidadãs oferecem ajuda às pessoas da Ucrânia.

Pessoal de ajuda da Cruz Vermelha em Hanôver
Pessoal de ajuda da Cruz Vermelha em Hanôver picture alliance/dpa

A ministra das Relações Externas, Annalena Baerbock, calcula que oito a dez milhões de pessoas fugirão da guerra na Ucrânia neste começo de ano. Muitas delas estão vindo para a Alemanha. O governo federal alemão, muitas empresas e associações e muitos cidadãos e cidadãs estão oferecendo ajuda. Apresentamos aqui a vocês muitos centros de contato e iniciativas.

„Willkommen in Deutschland“

Ministra do Exterior Baerbock visitando um acampamento noturno
Ministra do Exterior Baerbock visitando um acampamento noturno picture alliance / photothek

Em meados de março, o governo federal alemão instalou o portal de ajuda Germany4Ukraine.de, no qual os refugiados da Ucrânia podem se informar em ucraniano, russo, inglês e alemão sobre possibilidades de alojamento e outras coisas mais. “Bem-vindos à Alemanha” é o que está logo no início da página dentro da bandeira azul-amarela da Ucrânia. Nesse portal há também informações sobre a permissão de estadia, direito de estadia, escola, estudo ou assistência médica. “Queremos oferecer aos refugiados da guerra na Ucrânia um centro de contato digital seguro”, declarou Nancy Faeser, ministra federal do Interior.

Plataformas para alojamentos e trabalho

Um número impressionante de pessoas da Alemanha está empenhado em ajudar voluntariamente os refugiados da Ucrânia. No portal #Unterkunft-Ukraine.de, esses cidadãos e cidadãs já tinham oferecido, até meados de março, mais de 350 000 abrigos para dormir. Há também muitas ofertas da economia. Em poucos dias surgiu, por exemplo, a bolsa de trabalho gratuita jobaidukraine.com. Um outro exemplo, entre muitos, é a empresa de prestação de serviços Wisag, de Frankfurt, que alugou primeiramente por um ano um hotel, para dar um teto temporário aos refugiados. Segundo essa empresa, muitos vizinhos do hotel já se ofereceram para prestar assistência aos refugiados.

Ajuda humanitária na Ucrânia e nos países vizinhos

Segundo dados do Ministério das Relações Externas, a Alemanha aumentou os seus esforços de ajuda humanitária imediata na Ucrânia e na região vizinha, depois do começo da guerra, disponibilizando mais de 40 milhões de euros para abastecer as pessoas com produtos, meios alimentícios ou abrigos. Esse dinheiro é enviado a organizações internacionais, como o Programa Mundial Alimentar das Nações Unidas ou a Cruz Vermelha. O Ministério Federal para a Cooperação Econômica e o Desenvolvimento anunciou um programa de ajuda imediata de 38,5 milhões de euros.

Os suprimentos de emergência deverão ser transportados à Ucrânia através de uma “ponte ferroviária”. Um primeiro trem partiu da Alemanha em meados de março, levando a bordo sacos de dormir, isolantes térmicos, fraldas, alimentos em conserva, água potável, roupas, alimento para bebê e também seringas, adesivos, gaze e cânulas.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: