Prós e contras do limite de velocidade

A Alemanha é o único país industrializado que não prescreve um limite geral de velocidade. Por isso, o tema é sempre muito discutido. Os novos argumentos.

Limite de velocidade ou corrida livre, essa é a questão
Limite de velocidade ou corrida livre, essa é a questão dpa

Poucos temas são discutidos na Alemanha com tanta paixão, como o limite de velocidade nas autoestradas. Desde a motorização em massa na década de 1950, o tema é discutido frequentemente. Agora, está novamente em pauta.

Qual é o motivo?

Na primavera setentrional deste ano, a comissão governamental “Plataforma Nacional do Futuro da Mobilidade” retomou a discussão sobre um limite geral de velocidade nas autoestradas, através do seu relatório parcial denominado “Caminhos para cumprir a meta de proteção do clima para 2030 no setor do trânsito”. Segundo a justificativa: “Em especial nas autoestradas, o consumo intensivo de energia através de frenagem e aceleração pode ser reduzido com uma harmonização das velocidades”.

Quem é a favor de um limite de velocidade?

Ao lado da comissão governamental, o limite de velocidade é apoiado sobretudo pelas associações do meio ambiente, pelos ativistas da proteção do clima e pelo sindicato dos policiais. Eles argumentam que somente assim é possível reduzir o número de acidentes do trânsito. No ano de 2018, um total de 3.265 pessoas morreram em acidente nas rodovias, quase 400.000 ficaram feridas.

Quem é contra um limite de velocidade?

Os clubes alemães de automobilistas são contra. O ADAC considera limitações de velocidade em trechos perigosos e medidas de segurança na construção das estradas mais sensato do que um limite geral de velocidade. O AvD duvida da influência de um limite de velocidade no número de acidentes.

Como é a situação atual?

Um limite de velocidade já está em vigor em 30 % das autoestradas, mais exatamente num total de 7.640 quilômetros. Para os restantes 18.150 quilômetros, existe a recomendação de uma velocidade máxima de 130 km/h.

Qual é a posição do governo alemão sobre o limite de velocidade?

Os ministérios do Meio Ambiente e dos Transportes defendem a posição de que um limite de velocidade tem pouco efeito para a proteção do clima. O ministro dos Transportes, Andreas Scheuer (CSU), calcula em menos de 0,5 % a redução das emissões de dióxido de carbono.

Nossa dica

Quem se atém à velocidade máxima recomendada (130 km/h) nas autoestradas e nas rodovias secundárias, reconhece logo que chega ao seu destino com menor gasto de combustível, de forma favorável ao meio ambiente, a custo mais baixo, com menos tensão e quase tão rapidamente quanto em alta velocidade.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: