Gênios musicais eternos

Bach, Beethoven, Schumann. Aqui, vocês ficam sabendo porque esses compositores são festejados e como vocês os podem reviver digitalmente.

Estes compositores criaram obras musicais inesquecíveis.
Estes compositores criaram obras musicais inesquecíveis. Getty Images/iStockphoto

De B, como Bach e Beethoven, até S, como Schumann. Muitos gênios musicais nasceram na Alemanha. Estes compositores impulsionaram o desenvolvimento da música ocidental e são ouvidos em todo o mundo.

Johann Sebastian Bach (1685–1750): um gênio raramente está sozinho

Johann Sebastian Bach foi um compositor barroco. Sua vasta obra de 1 126 composições compreende cantatas, prelúdios, missas e corais. Ele é famoso pelos seus Concertos de Brandemburgo, o Cravo bem temperado, a Missa em si menor e muitíssimas outras obras-primas instrumentais.

Vocês sabiam que Bach foi membro de uma dinastia musical? Seu bisavô tinha sido músico de gaita de fole e seu avô fora músico da corte. Seu pai tinha sido violinista, organista, trompetista da corte e percussionista. Pelo menos dois dos seus tios foram compositores. Três irmãos – todos também se chamavam Johann – foram músicos. Johann Sebastian (como era chamado) teve 20 filhos. Pelo menos cinco, dos que sobreviveram a infância, foram compositores.

Ludwig van Beethoven (1770–1827): o compositor surdo

Ludwig van Beethoven foi humanista, renovador radical da música e visionário. Suas composições ainda são as mais tocadas no mundo todo. A sua surdez, que já começara pouco antes dos trinta anos, não o impediu de continuar compondo. Quando a sua famosa Sinfonia n.º 9 

 foi estreada, em 1824, ela já estava surdo há dez anos. O tema do último movimento foi reelaborado instrumentalmente, tornando-se o Hino da Europa.

Aqui, vocês ficam conhecendo os fascinantes fatos sobre os compositores alemães.

Robert Schumann (1810–1856): sensações de primavera

Quando Robert Schumann tinha 18 anos, foi para Leipzig, para estudar advocacia. Depois de um ano, ele trocou o estudo pela a música. Daí, ela passou a morar no apartamento do seu professor de piano, Friedrich Wieck, para ser pianista. Lá, ele se encontrou pela primeira vez com Clara Wieck, a criança prodígio no piano. O amor o inspirou, tanto que ele se casou com Clara em 1840, fazendo do ano do seu casamento um verdadeiro “ano de canções”. Ele escreveu cerca de 150 composições para o piano, entre elas, o famoso ciclo “Primavera do Amor”.

Comece aqui o seu giro virtual pela casa de Schumann em Leipzig.

Clara Schumann (1819–1896): entre sombras e luzes da ribalta

O casal artístico Robert e Clara Schumann é o mais conhecido casal do período romântico. Mas Clara foi muito mais do que simplesmente a esposa do compositor. Ela foi uma pianista excepcional e uma grandiosa compositora. Quando ainda viva, ela era mais famosa do que seu marido. Muitos críticos de música veem  no “Trio para Piano, Opus 17” o auge da sua criatividade.

Vocês sabiam que Clara Schumann foi o rosto estampado na nota de 100 marcos alemães, de 1989 até 2002?

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: