Estes são nossos livros prediletos

Aprender alemão lendo: cinco jovens de três países apresentam as suas leituras prediletas. Uma seleção interessante. 

Radina Karaivanova
Radina Karaivanova privat

Alemanha. Perguntamos aos jovens alunos de alemão sobre os livros prediletos em língua alemã. Eles frequentam escolas de formação linguística que fazem parte da rede da iniciativa “Escolas: Parceiras do Futuro (PASCH)”.

Radina Karaivanova (17 anos) da Bulgária, ginásio de língua estrangeira “Exarch Josif I” em Lovech

“Meu livro predileto em alemão é ‘Die Bücherdiebin’, de Markus Zusak. Uma história comovente. O estilo de escrita é impressionante, pois a morte é a narradora. A história se desenrola na Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial. A jovem Liesel Meminger descobre a sua paixão pelos livros e que as palavras podem ser um poderoso instrumento de manipulação. Liesel faz amizade com um homem judeu e prova que nem diferenças culturais, nem religiosas impõem limites a uma verdadeira amizade. A história é fictícia, mas atém-se aos fatos históricos”.

Wang Yiqi (18 anos) da China, Shanghai Foreign Language School

“’Das Glasperlenspiel’ de Hermann Hesse é o meu livro predileto, porque nele Hesse descreveu uma perfeita civilização intelectual. Eu admiro, como o personagem principal Knecht logra um equilíbrio entre a realidade e a utopia. São fascinantes as vivências da iluminação durante a meditação. O livro oferece uma perspectiva europeia da filosofia oriental”.

Yang Yichen (17 anos) da China, Shanghai Foreign Language School

“A mim, o que mais agrada é ‘Die Verwandlung’ de Franz Kafka. Trata-se do caixeiro-viajante Gregor Samsa, que se transforma num besouro. Fiquei muito impressionado sobre a forma detalhada como o autor descreve os movimentos e o estado psíquico de Gregor. Além disso, o livro mostra como se pode perder a humanidade através da ganância”.

Wang Yiqi, Yang Yichen
Wang Yiqi, Yang Yichen privat

Tsvetoslava Nikolova (18 anos) da Bulgária, ginásio de língua estrangeira “Exarch Josif I” em Lovech

“Meu livro predileto é ‘Ruhm’ de Daniel Kehlmann, do ano de 2009. Em nove histórias, ele mostra como as técnicas modernas de comunicação podem levar à perda da realidade. Esse livro me agrada muito, pois é muito variado. As personagens aparecem e tornam a sumir, transformam-se ou trocam suas identidades, são esquecidas. Os nove episódios juntam-se num todo romanesco – um jogo refinado com realidade e ficção. Conheci no livro heróis com lados positivos e negativos. A leitura me deu grande prazer! O livro me ajudou a aprender muitas palavras alemãs interessantes”.

Sophie Susanne Odenthal (12 anos) do Brasil, Colégio Sinodal Doutor Blumenau em Pomerode/SC

 “Eu gosto muito de ler livros da Alemanha. No momento, meu livro predileto é ‘Winston – Agent auf leisen Pfoten’, de Frauke Scheunemann. Trata-se de Winston, um gato que quer ser um famoso agente secreto e que elucida um caso criminal. Eu achei esse livro muito interessante e não pude parar de ler”.

Tsvetoslava Nikolova, Sophie Susanne Odenthal
Tsvetoslava Nikolova, Sophie Susanne Odenthal privat