Mais vida, menos trabalho

Assalariados alemães estão mais motivados e contentes que antes. Mas uma faixa etária chama a atenção. 

Work Lifestyle Jobstudy EY
kite_rin - stock.adobe.com

Alemanha. Os assalariados alemães estão mais motivados e contentes que há dois anos. Esse é o principal resultado da Pesquisa de Emprego de 2017 da consultoria empresarial EY. Segundo ela, 42 % dos empregados estão altamente motivados no trabalho – há dois anos, eram 34 %. E dois terços dos assalariados (68 %) estão contentes com o trabalho, sem qualquer restrição. Em 2015, eram 56 %. Porém: isso não vale para todas as faixas etárias.

O que ocorre com os de 21 até 30 anos?

As pessoas jovens são claramente menos motivadas e contentes que os assalariados mais velhos. No grupo das pessoas de 21 até 30 anos de idade, estão altamente motivados 29 %, entre as pessoas acima de 61 anos, 49 %. Contentes estão entre os jovens apenas 50 %, entre os mais velhos, 72 %.

O que desejam as pessoas jovens?

“Há muito tempo que muitos jovens já não buscam sua autoafirmação apenas no trabalho”, diz Ulrike Hasbargen, sócia da EY, “mas também na sua vida privada. Eles desejam jornadas flexíveis de trabalho e a possibilidade de trabalhar em casa, a fim de poder combinar melhor o trabalho com a família”.

O que as empresas podem fazer?

Os jovens “esperam hierarquias menos rígidas na empresa e uma agradável atmosfera de trabalho”, afirma Ulrike Hasbargen. “O maior desafio é segurar as cabeças mais inteligentes a bordo por um longo período de tempo. As empresas têm de motivar seus funcionários em longo prazo e criar para isso um sistema atraente de remuneração e de estímulo”.

© www.deutschland.de