Pela sustentabilidade em todo o mundo

A Estratégia Alemã de Sustentabilidade baseia-se na Agenda das Nações Unidas para 2030. Três perguntas e suas respostas.

Definem diretrizes: as 17 metas da Agenda 2030
Definem diretrizes: as 17 metas da Agenda 2030 picture alliance/dpa/dpa-Zentralbild

Quais são as metas da Estratégia Alemã de Sustentabilidade?

Educação de qualidade, proteção climática, igualdade de gênero – os objetivos da Agenda 2030 estabelecem a estrutura para um futuro sustentável em todo o mundo. Desde 2016, a estratégia alemã de sustentabilidade, que foi adotada pela primeira vez em 2002, também se orienta por estas metas definidas pelas Nações Unidas. O governo alemão está convencido de que os desafios globais só podem ser superados através de esforço conjunto.

Que êxitos foram obtidos pela Estratégia Alemã de Sustentabilidade?

Houve êxitos tanto na Alemanha como no mundo inteiro. Por exemplo, aumentou a participação das energias renováveis no consumo de eletricidade da Alemanha. Em todo o mundo, o acesso a um abastecimento de água potável administrado com segurança melhorou e as mulheres estão mais fortemente representadas em posições de liderança. Ao mesmo tempo, permanecem grandes desafios – e o progresso já alcançado é ameaçado pela pandemia do coronavírus. Por exemplo, aumentou recentemente o número de pessoas famintas em todo o mundo. “É por isso que o governo alemão quer acelerar o ritmo a caminho de uma maior sustentabilidade – tanto aqui no próprio país, como na cooperação internacional”, escreveu em 2021 a chanceler federal Angela Merkel sobre o desenvolvimento futuro da Estratégia Alemã de Sustentabilidade.

Quem está trabalhando na sua implementação?

A sustentabilidade diz respeito a todos. É por isso que, além da política, estão envolvidos o setor econômico, a ciência, as associações de classe, as fundações, as organizações e os consumidores. O Conselho para o Desenvolvimento Sustentável assessora o governo alemão e molda o diálogo entre todas as partes envolvidas. Imme Scholz é a presidente adjunta do Conselho. Com a pandemia do coronavírus como pano de fundo, afirma Scholz, revela-se que “é apropriada e necessária a ambição da Alemanha de seguir uma política estrutural global, moldando assim condições estruturais internacionais que promovem o desenvolvimento sustentável”.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: