Ajudar estudantes ameaçados

Direito à formação. A Alemanha dá início a um programa de bolsas de estudo para ajudar estudantes e doutorandos ameaçados no mundo todo.

Estudantes manifestando em 2020 em Belarus
Estudantes manifestando em 2020 em Belarus dpa

Cada vez mais pesquisadores e estudantes vêm sendo perseguidos nas suas pátrias, por causa dos seus trabalhos científicos e das suas ações pela democracia e liberdade. Por isso, a liberdade da ciência está sofrendo uma opressão cada vez maior no mundo todo. Segundo o “Academic Freedom Index 2020”(AFi), 80 por cento das pessoas vivem em países que restringem a liberdade de ciência.

Estudar e pesquisar sob condições seguras

Um novo programa de bolsas de estudo do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD) apoia os estudantes e doutorandos no seu direito à formação. “Infelizmente, estamos verificando que estudantes e doutorandos do mundo todo vêm sendo ameaçados e que seus direitos à formação lhes são negados”, diz o Prof. Dr. Joybrato Mukherjee, presidente do DAAD. No âmbito do “Students at Risk – Hilde Domin Programme”, 50 bolsistas de ambos os sexos recebem anualmente um incentivo para que seus estudos ou suas pesquisas na Alemanha possam ser feitos sob condições seguras.

 

Infelizmente, estamos verificando que estudantes e doutorandos do mundo todo vêm sendo ameaçados e que seus direitos à formação lhes são negados.

Joybrato Mukherjee

Esse programa é financiado pelo Ministério Federal das Relações Externas. “O Programa Hilde Domin abre um espaço de segurança para estudantes, pesquisadores e pesquisadoras que são ameaçados ou perseguidos. É uma grande satisfação para mim que disponibilizemos para tanto 8,6 milhões de euros, até 2027, o que é realmente uma contribuição substancial. No primeiro ano, nós nos concentramos em Belarus, ajudando lá mesmo onde seja necessário”, diz Heiko Maas, ministro federal das Relações Externas. 

Escolha livre de cursos universitários

Os estudantes e os doutorandos têm a possibilidade de escolher os seus cursos. Exceções são os cursos de medicina e de artes, por causa do número restrito de vagas ou de um vestibular obrigatório em artes. As bolsas cobrem todos os gastos necessários do estudo e do estágio de pesquisa na Alemanha. Há também subsídios planejados para os custos de viagem e para um curso de língua alemã, dependendo dos conhecimentos prévios de alemão para o estudo ou o doutorado previstos.

DAAD

Quem quiser receber uma bolsa de estudo não poderá se inscrever, mas terá que ser indicado por uma instituição alemã local. Essa instituição pode ser uma universidade credenciada ou uma organização que participe ativamente nos setores da ciência, pesquisa e pedagogia ou nos direitos humanos, na promoção da democracia, do Estado de direito ou da paz.  

Prestar uma contribuição no país de origem

O objetivo a longo prazo do DAAD e do Ministério Federal das Relações Externas, com respeito aos estudantes e pesquisadores na Alemanha, é que estas pessoas possam prestar uma importante contribuição para o desenvolvimento político, econômico e social nos seus países de origem, após terem feito as suas conclusões. Por isso, todas as pessoas que são promovidas também participam de um programa de cunho científico-social que as qualificam tanto no setor profissional como pessoal.

O programa de bolsa de estudos leva o nome da escritora Hilde Domin, que fugiu do fascismo quando era jovem, saindo então da Europa, para retornar à Alemanha depois do fim da guerra. 

Mais informações: Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD)

© www.deutschland.de