Duas cabeças por trás da Biontech

Uğur Şahin e Özlem Türeci fundaram a empresa farmacêutica de Mainz – e agora desenvolveram uma vacina contra o coronavírus.

O casal de pesquisadores Özlem Türeci e Uğur Şahin.
O casal de pesquisadores Özlem Türeci e Uğur Şahin. imago images / Sämmer

Tudo começou com a luta contra o câncer. Em 2008, o casal Uğur Şahin e Özlem Türeci fundou, junto com Christoph Huber, a empresa Biontech em Mainz, a fim de pesquisar medicamentos e tecnologias para terapias do câncer. Agora, a Biontech e seu parceiro americano Pfizer desenvolveram uma vacina que, de acordo com estudos iniciais, deve fornecer mais de 90% de proteção contra a Covid-19.

Şahin, de 55 anos de idade, é ainda hoje diretor-presidente da empresa, enquanto Türeci, de 53 anos, é diretora médica. Ambos são formados em Medicina, se conheceram no Hospital Universitário do Sarre, em Homburg. Şahin, que nasceu na Turquia e fez seu doutorado em Colônia, veio para a Alemanha com seus pais. Seu pai havia encontrado trabalho numa fábrica de automóveis. Ele trabalhou como cientista e especialista em Clínica Médica no Hospital Universitário do Sarre, de 1992 a 2000. Em 1999, ele se habilitou em Medicina Molecular e Imunologia. Türeci, que nasceu na Alemanha e é filha de um médico, fez seu doutorado na Universidade de Homburg. Numa entrevista ela mencionou uma vez que sua motivação profissional era o fato de querer ajudar. E isto continuou sendo assim. Ela prefere lidar com publicações científicas e pesquisas, do que com aparições públicas.

Estes dados nos aproximam um passo de uma possível solução.

Uğur Şahin, médico

Şahin também é mais um cientista reservado do que um elegante executivo da atual empresa de destaque nos mercados mundiais de ações. Objetivo e com uma voz suave, ele relata sobre complexos processos nas células humanas. Ele chamou o resultado provisório do estudo de “ponto de virada, tanto para nossa empresa quanto para a inovação na ciência. Estes dados nos aproximam um passo de uma possível solução para a atual pandemia global”.

O sucesso é o resultado do projeto de pesquisa “Lichtgeschwindigkeit” (velocidade da luz), explicou Şahin numa entrevista. O objetivo era concentrar-se no necessário e terminar com a espera. “A fim de criar esta mentalidade na equipe e em todos os demais, cunhamos o termo velocidade da luz. A luz nunca para, está sempre em movimento, portanto, este projeto será concluído sem demora, sem espera, com a mais alta prioridade”.

© www.deutschland.de