Atores globais

Por que a economia alemã tem tanto sucesso? É claro, pois os produtos são bons. Mas estes cinco fatores também ajudam.

Porto de Hamburgo: a porta para o mundo
Porto de Hamburgo: a porta para o mundo 123rf/Thomas Lukassek

Executivos internacionais para decisões promissoras

As diretorias dos grandes grupos empresariais alemães estão se tornando cada vez mais internacionais. O resultado é que as posições de liderança vêm sendo vistas de uma outra perspectiva. Atualmente, as diretorias de sete dos trinta grupos empresarias listados no Índice Alemão de Ações (DAX) são constituídas por executivos estrangeiros. Estes grupos são:  Adidas (Kasper Rorsted/Dinamarca), Fresenius Medical Care (Rice Powell/EUA), Henkel (Hans Van Bylen/Bélgica), Linde (Steve Angel/EUA), SAP (Bill McDermott/EUA) e Wirecard (Markus Braun/Áustria). E, desde maio de 2019, a diretoria do grupo Daimler AG passou a ser constituída na Suécia pela Ola Källenius.

Ampla abertura internacional para alcançar a proximidade entre firmas e clientes

O número de funcionários de firmas alemãs no estrangeiro está crescendo muito. No final de 2018, as empresas com participação alemã empregaram cerca de 7,6 milhões de pessoas no estrangeiro.  No final de 2019, deverão ser 7,8 milhões. Desta maneira, a Alemanha tem entrada direta nesses mercados, estando próxima ao cliente. Apenas a Volkswagen conta com 371 767 empregados e empregadas no estrangeiro, mais da metade de todos os seu empregados.

“Hidden Champions” para qualidade de ponta

A Alemanha possui o maior número de “Hidden Champions”. Estes “Campeões Ocultos” são pequenas e médias empresas que agem no mercado internacional em posições de liderança, sendo, todavia, relativamente desconhecidas. Segundo estimativas, dos 2 700 “Hidden Champions” que operam internacionalmente, 1 300 são alemães. São, em geral, empresas familiares, como Sennheiser (microfones e fones de ouvido) ou Sto (material de construção).

Representações internacionais para uma forte rede

As Câmaras de Comércio Exterior da Alemanha (AHK) estão formando uma rede cada vez mais densa, representando os interesses econômicos exteriores da Alemanha. Essa união voluntária entre as firmas alemães e as dos países em questão conta com mais de 50 mil empresas associadas, sediadas em mais de 140 cidades de 92 países. Em 2018 surgiram ainda novas AHKs na Tanzânia, no Sri Lanka e em Cuba.

Feiras internacionais para o acesso ao mercado

As feiras alemãs no exterior são um importante fator na abertura de novos mercados. Anualmente acontecem cerca de 300 dessas feiras em regiões de crescimento. Apenas a Feira de Frankfurt organiza mais de 100 feiras e exposições no estrangeiro.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: