“Bem-estar e proteção climática”

A economia alemã se encontra diante de uma grande transformação por causa da mudança do clima. Você fica sabendo aqui o que o governo alemão está planejando.

Controle da construção totalmente automática de carrocerias na VW.
Controle da construção totalmente automática de carrocerias na VW. picture alliance/dpa

 

Os partidos do SPD, dos Verdes e do FDP constituem o novo governo federal da Alemanha. O chefe de governo é o chanceler federal Olaf Scholz. A coalizão governamental tem que reagir à mudança do clima. Por isso, uma transformação fundamental é, em parte, um novo ministério. O antigo Ministério Federal da Economia se torna o Ministério Federal da Economia e Proteção Climática (Bundesministerium für Wirtschaft und Klimaschutz), encabeçado pelo vice-chanceler Robert Habeck (Verdes).

A proteção climática tem prioridade máxima

O novo governo federal reformará a economia alemã, fazendo da Alemanha um país industrial inócuo ao clima. A “compatibilidade entre bem-estar e proteção climática” seria o objetivo desse governo, diz Habeck, ministro federal da Economia. “Vamos definir os rumos em direção a uma economia de mercado social-ecológica, dando início a uma década de investimentos no futuro”, é o teor do acordo de coalizão.  

Novas energias

O abastecimento da Alemanha como país industrial deverá ser reorientado para a eletricidade de fontes de energias renováveis, com uma participação de 80 por cento até 2030, em vez dos planejados 65 por cento. Para a expansão da energia eólica e solar, a proteção da natureza deverá até mesmo, caso necessário, ser relegada para um segundo plano. Os processos de planejamento deverão ser fortemente impulsionados e as mais modernas usinas de gás deverão assegurar a transição para a tecnologia de hidrogênio. Devido ao alto preço de CO2 no comércio de emissões, as usinas de carvão deverão ser tornar economicamente inviáveis. Até 2030, 15 por cento de todos os veículos deverão ser elétricos e, a partir de 2035, deverão ser permitidos apenas os registros de veículos neutros em termos de CO2.

Acelerar os processos

Os processos de permissão, as decisões e a realização prática “têm que se tornar muito mais rápidos”, segundo o acordo de coalizão. Até agora, as permissões para novas construções de veículos, para povoamentos industriais ou investimentos na infraestrutura duravam muitos anos. O novo governo federal alemão pretende tomar e impor “todas as decisões necessárias, para poder pôr em prática os investimentos privados e nacionais de maneira rápida, eficiente e segura. Nosso objetivo é, no mínimo, reduzir pela metade a duração dos processos”. 

Agência de inovação KFW

O Banco de Crédito para a Reconstrução (KfW) deverá ser transformado em uma agência de inovação e investimento. Com a sua ajuda, as tecnologias-chaves, como o hidrogênio verde, a Inteligência Artificial, a biotecnologia e tecnologia quântica deverão ser preparados mais rapidamente para o mercado. (com dpa)

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: