A curiosa língua alemã

Aprender alemão com fatos curiosos. Se vocês conhecerem estas particularidades, a língua alemã se tornará mais fácil para vocês.

Falar e ouvir – assim também é possível!
Falar e ouvir – assim também é possível! Belinda Pretorius - stock.adobe.com

Anglicismos criativos

Palavras inglesas, como “cool” ou “chill” já se consagraram na língua alemã há muito tempo. A linguagem da juventude ainda continua fazendo uso do inglês, como, por exemplo, no caso do verbete “cringe” (ser acanhado) que se tornou a palavra da juventude do ano de 2021. O puro copiar é, para os alemães, muito enfadonho: a palavra “Handy” descreve em inglês uma coisa que é prática, mas os alemães a usam para denominar o celular. E também o verbete “longseller”, um livro vendido por muito tempo com sucesso, é tão desconhecido pelos nativos da língua inglesa como “homeoffice” ou “hometrainer”.

Emoções especiais

Quando uma pessoa se encontra em uma situação muito embaraçosa, muitos outros também se envergonham com ela. Mas os alemães podem expressar isso mais precisamente: “Fremdschämen” (envergonhar-se alheiamente). Existem tais palavras para algumas emoções: sentimentos melancólicos para expressar a própria situação de vida são chamados de “Weltschmerz” (dor universal); o medo de perder um acontecimento importante é “Torschlusspanik” (pânico diante do fechamento do portão). Mas também existem expressões mais alegres: muitas pessoas ficam tão alegres por algo que ainda vai acontecer que não se podem conter – a expressão é “Vorfreude” (ante-alegria ou pré-regozijo).

 Opiniões diferentes

A língua se diferencia também regionalmente. O pãozinho se torna na Baviera “Semme(r)l” e em Baden “Weck”. Dependendo da região, a palavra “China” ou é pronunciada com “K” ou com “Ch” ou com “Sch”.

Temível regra gramatical

Um negócio muito complicado é também o caso dos artigos: “der”, “die”, “das”. Todos os que aprendem alemão chegam um dia ao reconhecimento de que eles são realmente três artigos. E aqui também há um fato curioso: o artigo de “Joghurt” (iogurte) pode ser os três: “der”, “die” ou “das”.

O melhor vem no final

Quem está resfriado tem uma “Frosch im Hals” (rã na garganta). Quando uma coisa é “lächerlich” (ridícula), então “lachen ja die Hühner” (as galinhas dão risada). E quem não nota isso tem “Tomaten auf den Augen” (tomates nos olhos). Existem muitíssimas dessas expressões idiomáticas. Em parte, elas são regionais, fazendo com que os alemães não se compreendam entre si. Aprendendo esta língua, vocês sempre têm que pensar nesta expressão idiomática: “Es ist noch kein Meister vom Himmel gefallen!” (“Ainda não caiu nenhum mestre do céu”, o que significa “Ninguém nasceu sabendo tudo”).

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: