Minha geração

 Cientistas que pesquisam sobre as gerações diferenciam entre quatro grupos que participam no sistema produtivo. Uma breve tipologia.

Cabine telefônica, o celular dos Babyboomers
Cabine telefônica, o celular dos Babyboomers picture alliance / R. Goldmann

Babyboomers, nascidos entre 1950 e 1964

Kommunikationsmittel der Babyboomer: Telefon mit Wählscheibe
Smiltena/Shutterstock

A maioria das famílias da primeira geração do pós-guerra era constituída de vários irmãos e irmãs que tinham de enfrentar a época da reconstrução. Por isso, costuma-se atribuir a essa geração grande perseverança e trabalho em grupo. E isso resultou em sucesso no mundo do trabalho, quebrando também as velhas regras, em busca de novos valores.

Geração X, nascidos entre 1965 e 1980

 

Typisch für die Generation X: die Diskette
Santi S/Shutterstock

Os filhos e filhas da Geração X cresceram protegidos e sem dificuldades econômicas. Muitos deles tiveram uma boa escolarização, não colocando o trabalho em primeiro lugar, mas a  harmonização entre o trabalho e a qualidade de vida. Essa geração continua tendo propensão para o consumo, não se interessando pela política, tendo sido um tanto mimada. Para ela, o bem-estar e a segurança financeira ainda são valores importantes.

Geração Y, nascidos entre 1980 e 2000

Neu in der Generation Y: Zugang zu Suchmaschinen
DenPhotos/Shutterstock.

Os integrantes da Geração Y foram educados pelos pais com todo o carinho, podendo tomar decisões já bem cedo. Por isso, eles apreciam a família e permanecem ligados a ela, fazem exigências no trabalho, revogando mais direito em decisões, tendendo a questionar tudo. Essa geração cresceu na era da digitalização, sendo assim adepta da tecnologia, sentindo às vezes, por essa razão, a falta de coisas autênticas.

Geração Z, nascidos entre 2000 e 2021

Alltag in der Generation Z: das Smartphone
Primakov/Shutterstock

Esta geração é a primeira que cresceu totalmente no mundo digital. A mídia social é grande parte da sua vida. Em primeiro plano, para a Geração Y, está novamente a carreira profissional, mas a custo da vida privada. Ela tenta conseguir mais reconhecimento na profissão , considerando a autorrealização um fator de enriquecimento pessoal. 

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: