Assumir uma clara posição na rede social

Os direitos humanos precisam de pessoas que lutem por eles. Estas três pessoas levantam a sua voz no mundo digital.

Tarik Tesfu
Tarik Tesfu Kristina Kast

Tarik Tesfu

Tarik Tesfu, ativista na rede, luta contra o racismo, a homofobia e o sexismo. Este berlinense por livre escolha ficou conhecido em 2015 através da sua coluna de vídeo “Tariks Genderkrise”, no YouTube, na qual ele questiona, com humor, os clichês de gênero. Tesfu diz ser feminista, lutando também por seus temas no Instagram. Por que ele luta publicamente contra o racismo? Ele responde esta pergunta ao magazine “Monda”: “Sempre senti que era uma mancada quando homens brancos e peritos falavam em talk shows sobre o racismo, o que isso é, se isso realmente existe e como eu, um tipo negro, lidava com isso. Eu quis, então, tratar disso, eu mesmo”.  

Juna Grossmann

Juna Grossmann, colunista na rede social e autora, escreve já há muitos anos no seu blog "Irgendwie jüdisch" (De alguma maneira judia) e no Twitter sobre o antissemitismo que ela vê todos os dias. Ela escreveu em 2018 um livro sobre essas experiências. Por causa do seu ativismo, ela vem sofrendo muitas hostilidades, mas não se deixa intimidar: “Escrever é a minha tentativa pessoal de entender as coisas e as ordenar. Se não continuar fazendo isso e o meu trabalho contra o antissemitismo e o racismo, o que fazer então?”, disse ela ao canal televisivo rbb.

Teresa Bücker

Já há mais de 10 anos, Teresa Bücker vem assumindo uma clara posição na rede social, principalmente sobre as questões das mulheres e do sexo. Ela foi, até 2019, redatora-chefe do magazine on-line feminino “Edition F”, tendo sido premiada várias vezes pelo seu trabalho. Ela também se manifesta no Instagram, no Twitter, em jornais e talk shows. Bücker quer motivar as pessoas a refletir sobre o positivo que existe em transformar a sociedade e em aprender dialogando com outras pessoas. Como ela própria diz à  Recherchenetzwerk Deutschland: “Não basta vestir uma camiseta com a frase ‘Sou feminista’”.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: