No prato e em vez da lata de lixo

Em todo o mundo, muitos gêneros alimentícios são jogados no lixo. Como se pode evitar isso? Três ideias inteligentes da Alemanha. 

Alimentos: valorização em vez de desperdício.
Alimentos: valorização em vez de desperdício. dpa

Foodsharing

Comer o que resta é o lema da Food Sharing. Em 2012, a iniciativa foi lançada em Berlim. Em cooperação com pequenas empresas, a Food Sharing oferece gratuitamente na internet balaios com alimentos supérfluos. Até hoje, há cooperação com 5.000 empresas na Alemanha, na Áustria e na Suíça. A fim de salvar da lata de lixo também os alimentos de residências privadas, a Food Sharing criou o “Fair-Teiler”: centenas de prateleiras e refrigeradores estão na Alemanha à disposição de doadores e recebedores de alimentos em lugares públicos.

Kauf ´ne Kuh

Comer menos carne, em vez disso bons produtos das fazendas. Esta é a filosofia do portal de internet “kaufnekuh.de”. Uma comunidade de compra, formada por clientes que valorizam a alimentação sustentável e a criação adequada ao bem-estar dos animais, adquire na internet um bovino. “Crowd butching” foi o nome dado ao conceito premiado pelo Ministério Federal da Alimentação e Agricultura em 2018, no âmbito da ação “Muito bom para a lata de lixo!”. A empresa oferece cerca de dez bovinos por semana. Eles só são abatidos quando for vendido todo o animal. Tudo é aproveitado, do rabo até o focinho. Do matadouro, a carne é enviada diretamente para o cliente.

Etepetete

Cenouras tortas, maçãs pequenas e abobrinhas grandes demais – o que os supermercados não aceitam é comprado por Georg Lindermair dos agricultores. Com Carsten Wille e Christopher Hallhuber, ele fundou a “start up” muniquense Etepetete. A empresa fornece legumes da temporada em toda a Alemanha, sem embalagem de plástico. Os clientes podem encher on-line as suas caixas, segundo o gosto próprio. Segundo sua informação, os fundadores da Etepetete já salvaram do lixo 1.386.301 quilogramas de alimentos. 

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here to: