Perfurar até sair do outro lado

Elon Musk convida a participar na competição de perfuração. E dois times da Alemanha estão na final. Um resumo de um projeto espetacular.

O diretor de projeto Haokun Zheng com a máquina de TUM Boring
O diretor de projeto Haokun Zheng com a máquina de TUM Boring Andreas Heddergott/TUM

O visionário Elon Musk convida novamente a participar em uma competição internacional. Depois do rápido meio de transporte  Hyperloop, trata-se agora de uma perfuração especial. Ambas as coisas têm uma ligação, pois a nova  "Not-a-Boring Competition" procura novas soluções que podem ajudar o sistema Hyperloop. O objetivo da competição, cuja final acontecerá no verão de 2021 nos EUA, é escavar um túnel de 30 metros de comprimento e um diâmetro de 50 centímetros, fazendo essa perfuração com maior rapidez que uma lesma, pois, atualmente, as lesmas são mais rápidas do que uma perfuradora de túneis. De 400 competidores foram escolhidos doze times. Dois times alemães estão entre os “Digging Dozen”. Nós os apresentamos aqui:

TUM Boring – inovação em escavar túneis

A maior parte do time de TUM Boring estuda na Technischen Unversität de Munique (TUM), a vencedora em série da competição internacional Hyperloop de Elon Musk. Mas outros estudantes da Hochschule de Munique, da LMU de Munique e da FU de Berlim também estão entre os 60 membros do time de 16 países. A primeira perfuração, com um protótipo, aconteceu no terreno de um diretor de projeto.  Neste meio tempo, os parceiros industriais disponibilizam peças especiais e terrenos apropriados.

O “Dirt-Torpedo” da Duale Hochschule de Baden-Württemberg

A evolução do “Dirt-Torpedo” começou exclusivamente virtual. As simulações feitas no computador foram tão convincentes que os estudantes da Duale Hochschule de Baden-Württemberg (DHBW) conseguiram se qualificar para a final da “Not-a-Boring Competition”. Desde então o time central dos dez estudantes está dando enorme avanço ao projeto. O diretor Adrian Fleck faz um resumo da construção da perfuradora para a imprensa: “A perfuradora está na parte da frente, que também tem a função de sucção da terra retirada. Atrás dela existe um componente móvel, que se contrai e se alonga, da mesma maneira que um verme. A inovação é a última parte, com a qual a máquina constrói, ela própria, um túnel de concreto”.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: