Respeitar-se mutuamente

Diversidade também significa pluralidade religiosa. Como as empresas alemãs integram as diversas religiões no seu trabalho cotidiano.

In Deutschland verbietet das Allgemeine Gleichbehandlungsgesetz (AGG) Diskriminierung wegen der Religionszugehörigkeit
FatCamera/Getty Images

Na Alemanha, a Lei Geral de Tratamento Igualitário (AGG) proíbe a discriminação em decorrência de crença religiosa – também no trabalho. As empresas têm a obrigação de proteger os empregados contra preconceitos. Isso ocorre frequentemente no âmbito do gerenciamento da diversidade. Com um calendário intercultural, por exemplo, as empresas podem atender as necessidades dos funcionários de praticar sua religião e de celebrar seus feriados. O calendário mostra claramente os feriados mais importantes das diversas religiões.

Salas de oração para os fiéis

Um calendário intercultural é utilizado também pela Fraport AG, a empresa concessionária do aeroporto internacional de Frankfurt e que tem participação em aeroportos de vários países. Ela se empenha por uma cultura empresarial cosmopolita e justa. “Desejamos criar um ambiente de trabalho, no qual nossos empregados se sintam valorizados e integrados”, afirma Gudrun Müller, chefe do departamento de Diversidade e Assuntos Sociais na Fraport. “Nas instalações da nossa empresa e nas áreas para passageiros podem ser encontradas salas de oração para os fiéis das distintas religiões mundiais. Nelas, tanto os passageiros como também os empregados podem recolher-se para rezar”.

Além disso, a empresa organiza uma festa conjunta das religiões abraâmicas e possibilita o quebra-jejum diário durante o Ramadã.

Na empresa de móveis Ikea, funcionários especialmente treinados ministram cursos contra discriminação, a fim de sensibilizar os colegas para o tema. Além disso, a empresa criou uma sala de oração na sua filial em Berlin-Tempelhof, esclarece Kim Steuerwald, do departamento de Corporate Communications da Ikea. “Esta sala está aberta a todos, indiferentemente de qual religião ou cosmovisão o funcionário faça parte”.

Alimentos compatíveis com a religião

Também no planejamento dos serviços e na cantina, as empresas podem levar em conta as diferenças religiosas e culturais. Atender aos desejos de dias livres em feriados religiosos ou de pausas para oração em ocasiões especiais é um sinal de valorização dos empregados. Isso vale também para a oferta de pratos diversos na cantina – ao lado de carne de porco, por exemplo, carne de frango ou peru e comida vegetariana.

 

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: