Chegando ao topo

Carreira na Alemanha: aqui apresentamos mulheres e homens que se empenharam e alcançaram seus objetivos profissionais.

O cenário alemão de “startups” é jovem e inovador.
O cenário alemão de “startups” é jovem e inovador. picture alliance / Bildagentur-online/Blend Images

Gülsah Wilke, Ada Health

Gülsah Wilke, diretora operacional da Ada Health
Gülsah Wilke, diretora operacional da Ada Health Patrycia Lukas

A neta de imigrantes turcos teve inicialmente dificuldades na escola primária alemã, mas ainda assim conseguiu chegar ao colégio – que concluiu depois como uma das melhores da sua classe. Depois de estudar Direito e Ciências Econômicas, Wilke trabalhou primeiro como consultora na McKinsey, posteriormente em vários cargos no grupo de mídia alemão Axel Springer. Hoje, ela é membro da equipe de liderança da “startup” Ada Health, que desenvolveu um assistente digital de saúde. Em 2018, a empresa recebeu o prêmio Hottest Health Startup Award do concurso “The Europas”.

Cawa Younosi, gerente de recursos humanos da SAP

Cawa Younosi, gerente de recursos humanos da SAP
Cawa Younosi, gerente de recursos humanos da SAP SAP

Cawa Younosi tinha 14 anos de idade quando fugiu do Afeganistão para a Alemanha. Na verdade, ele não queria ficar muito tempo, e sim voltar para casa o mais rápido possível. No final, Younosi encontrou uma conexão, concluiu o colégio e conseguiu viver por um tempo como dono de um quiosque. Ele então estudou Direito e completou seu estágio como advogado trabalhista na Deutsche Telekom AG. Hoje, o executivo de 48 anos de idade é chefe de recursos humanos da empresa alemã de software SAP, engajando-se principalmente pela igualdade de oportunidades e a diversidade. Neste contexto, Younosi enfatiza repetidamente como é importante combater as desvantagens estruturais.

Naren Shaam, fundador e presidente da Omio

Quando Naren Shaam se mudou para Berlim em 2013, para iniciar uma plataforma on-line de viagens, com opções de viagem particularmente baratas dentro da Europa, ele não contava com o apoio de ninguém. Não sabia alemão, não tinha rede de contatos e quase todas as pessoas a quem ele perguntava achavam que sua ideia de negócio era ruim. Hoje, sua empresa Omio é uma das empresas de tecnologia mais conceituadas da Alemanha. Shaam foi criado em Bangalore, na Índia, foi para os EUA com uma bolsa de estudos e encontrou seu caminho para a renomada Harvard Business School. O empresário de 39 anos achou condições ideais na Alemanha. “Confie em mim: aqui tudo é incrível! Você só tem que aproveitar as oportunidades”, disse ele ao portal de internet Businessinsider.de.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: