Mobilidade com a bicicleta, o trem e o carro elétrico

A Alemanha está visando uma nova orientação nos meios de locomoção. Você fica sabendo aqui como os carros elétricos, uma moderna rede de via férrea ou modelos de compartilhamento de veículos podem contribuir para tanto.

Robert Habeck, ­ministro alemão da Economia e da Proteção Climática
Robert Habeck, ­ministro alemão da Economia e da Proteção Climática picture alliance/dpa

Para o chanceler alemão Olaf Scholz, a nova orientação nos meios de locomoção é um “pilar central” da política do clima. “Vamos assegurar, nos próximos anos, que a mobilidade se torne mais simples, mais confortável, menos inócua ao clima e que seja acessível a todos”, foi o que prometeu o chanceler em meados de dezembro de 2021 na sua primeira declaração governamental, depois da sua eleição a chefe de governo. O governo federal alemão pretende alcançar grandes objetivos, desde a ampliação da locomoção férrea na Alemanha até a promoção da mobilidade elétrica e projetos de sistemas autônomos de condução.

Mais carros elétricos nas ruas e estradas da Alemanha

O governo federal alemão quer fazer da Alemanha um “mercado pioneiro da mobilidade elétrica”. Até 2030 deverá haver pelo menos 15 milhões de veículos elétricos. Ao mesmo tempo, a rede de postos de recarga deverá ser ampliada em todo o território nacional, com o objetivo de construir, até esse ano, um milhão de pontos de recarga acessíveis a todos. Outro enfoque é dado à pesquisa de novas baterias sustentáveis, que são decisivas para o êxito da nova orientação. Em todo caso, há uma grande disposição da população em aceitar a transição para a mobilidade elétrica, pois, segundo uma pesquisa do banco nacional de promoção KfW, quase a metade de todas as famílias na Alemanha pensa ser possível possuir um carro elétrico nos próximos dez anos.

Consolidar o transporte ferroviário

A ampliação do transporte ferroviário e também do transporte suburbano público são condições importantes para uma mobilidade sustentável. Sendo assim, o transporte ferroviário de mercadorias, por exemplo, deverá ter um aumento de 25 por cento na Alemanha até 2030. Viajar de trem deverá ser mais atraente e cômodo para as pessoas, sendo que um dos fatores essenciais seria a construção de um Deutschlandtakt (Ritmo Alemanha), cujo objetivo é um horário coordenado de viagens para toda a Alemanha, no qual os trens partem na mesma hora.

De ciclovias modernas a ofertas de compartilhamento de carros

Andar de bicicleta está em moda e é inócuo ao meio ambiente, seja para ir ao trabalho, para fazer compras ou para um passeio no fim de semana. Por isso, o governo federal alemão pretende ampliar mais ainda a rede de ciclovias na Alemanha, o que os municípios também apoiam. E está crescendo o número de pessoas que aproveitam as ofertas de compartilhamento de carros: a federação nacional CarSharing registrou na Alemanha 250 ofertantes no começo de 2022 e  cerca de 3,4 milhões de usuários, ou seja, 18 por cento mais do que no ano anterior. O governo alemão está apoiando a expansão de novas e modernas ofertas de mobilidade. No contrato de coalizão entre o SPD, os Verdes e o FDP, os três partidos governamentais, está assentado: “Apoiaremos os serviços digitais de mobilidade, as soluções inovadoras de mobilidade e o compartilhamento de veículos, integrando-os em uma estratégia duradoura de um sistema de condução autônomo e interconectado dos meios públicos de transporte”.

© www.deutschland.de

You would like to receive regular information about Germany? Subscribe here: