Nossos parceiros de campanha

Estas empresas plantam árvores, fabricam cerveja sustentável ou tornam as cidades verdes, pois querem transformar nossas vidas sustentavelmente.

Grüne Bäume in der Stadt
magann/stock.adobe.com

Marktschwärmer

Os produtos de “Marktschwärmer” (Mercado Entusiástico) não ficam, em média, mais de 40 quilômetros de distância entre o produtor e o preparo na cozinha caseira. “Marktschwärmer” vende os produtos regionais digitalmente, em uma combinação entre loja on-line e mercadinho agrícola, e a clientela os pode encomendar lá, onde gostam: no website ou no App Marktschwärmer. A entrega é feita uma vez por semana em um mercadinho regional da vizinhança, o chamado “Schwermerei” (Entusiasmo). Já existem 140 Schwärmereien na Alemanha e 1 364 na Europa. Esse projeto teve a sua origem na França e, neste meio tempo, já está presente em sete países europeus: França, Alemanha, Espanha, Itália, Holanda, Bélgica e Suíça.  

Esses Marktschwärmer estão conquistando cada vez mais pessoas na Alemanha. São produtos regionais e de comércio justo de 2 000 produtores que os fornecem às Schwärmereien, onde mais de 150 mil usuários registrados os podem ir buscar. Os produtores determinam os seus preços de venda, de maneira que se garante um preço justo. Graças aos pagamentos já feitos de antemão através das lojas on-line, não há custos extra de transporte ou refrigeração. E os produtores podem controlar melhor as demandas dos seus produtos, não havendo nenhum desperdício de meios alimentícios.

Website: Marktschwärmer

PLANT-MY-TREE®

Sören Brüntgens vem plantando árvores desde 2000, para compensar o CO2, combatendo assim a mudança do clima. Essa ideia foi bem aceita pelos seus amigos e muitos deles disponibilizaram meios para ajudar o plano de Sören. Desta maneira surgiu a empresa PLANT-MY-TREE® e uma fundação pertencente à empresa. PLANT-MY-TREE® visa dar a todos a chance de participar na proteção do clima, sejam pessoas privadas ou empresas. Para tanto, diversas áreas em toda a Alemanha estão à escolha. Os próprios apoiadores decidem, através do website da empresa, onde as árvores deverão ser plantadas. Eles também recebem as coordenadas das áreas e podem visitar as suas árvores.

A fundação “PLANT-MY-TREE” possui 100 hectares de terra na Alemanha. “Para garantir que as árvores ainda sejam cuidadas em 99 anos, também criei essa fundação. As áreas são propriedades da fundação e, portanto, bens comuns”, diz Sören. O plantio é feito exclusivamente com florestas mistas, sendo que também são plantadas árvores exóticas, como o pinheiro iraniano ou os plátanos, árvores resistentes à ameaçadora mudança do clima”, explica o fundador.

Website: Plant-My-Tree

Active Giving

Praticar jogging e, ao mesmo tempo, plantar uma árvore? Isto é possível com o App de fitness “Active Giving”. “Faça algo de bom para você mesmo e ajude o Planeta”, é o lema do fundador Laurent Petit. Ele e sue parceiro Till Harnos criaram esse App em 2019. Praticando as suas atividades esportivas, os usuários apoiam os projetos de proteção climática no mundo todo. Active Giving tem sete projetos à escolha. O usuário decide qual ele quer ajudar. Depois ele sai correndo e tem que correr cinco quilômetros para poder plantar uma árvore. As árvores são pagas por Active Giving, que, por outro lado, gera as rendas através de anúncios publicitários de empresas sustentáveis postados no seu App. Desta maneira, 30 mil usuários já plantaram, até agora, mais de 500 mil árvores.  

 

 

Com o App não se pode apenas praticar jogging. Para cada pessoa existe a modalidade certa de esporte, seja ioga, golfe, hipismo, kitesurfing ou iatismo, tudo pode ser feito. “Com o App, acompanhamos um enfoque de 360 graus. Começamos com esporte, porque nós próprios gostamos de praticar esporte. Mas no futuro, queremos que Active Giving seja mais que um App de fitness. Queremos que ele se torne uma rede social para um estilo de vida sustentável”, diz Laurent.

Website: Active Giving

Nippessippi

Tomates crescem na varanda, pepinos nas trilhas de caminhada e alfaces na rua: tudo isto é possível através de hortas urbanas e do designer Arne Clasvogt. Há doze anos, ele vem plantando verduras no seu “Nippessippi”, um Schrebergarten (lote para jardins e hortas) no bairro de Nippes, em Colônia, empenhando-se apaixonadamente pelo tema da sustentabilidade. “Comecei plantando frutas e verduras no meu Schrebergarten. Neste meio tempo, ele já se tornou uma enclave de permacultura, que chamamos de Nippessippi”, conta ele. Arne quer mostrar que o plantio de verduras é uma opção para todas as pessoas, também na cidade. Por isso, ele faz conferências e, às vezes, dá seminários, promovendo, no contexto do “CityLeaks Urban Arts Festival”, uma horta instantânea em lugares públicos.

 

 

Artistas criativos e culturais vêm organizando já há dez anos, em Colônia, o CityLeaks Urban Arts Festival, onde eles apresentam as suas ideias de uma  cidade do futuro. Arne e seus companheiros Oliver e Dominik estão participando desse festival neste ano. Junto com CityLeaks e com o escritório de arquitetura Quack, Arne planejou e construiu canteiros elevados e ilhas de hortas e jardins, para transformar áreas livres em áreas de plantio de frutas, legumes e muitas flores no bairro de Ehrenfeld, em Colônia. “Queremos usar novamente essas áreas que normalmente não seriam utilizadas. Assim, criamos áreas de encontro para as pessoas, para as artes e para a natureza”, diz o jardineiro instantâneo. Os visitantes podem observar o ano todo o ciclo de uma planta na chamada “rua comestível”. Desta maneira, CityLeaks e o grupo de Nippessippi querem mostrar às pessoas quais possibilidades de plantio elas podem ter na cidade, pois “no espaço urbano aberto pode-se fazer algo, só querendo”.

Facebook: Nippessippi

WILDPLASTIC

“Somos somente uma pequena peça em um grande quebra-cabeça, mas, mesmo assim, temos o objetivo de livrar o mundo dos dejetos plásticos selvagens, diz Jascha Mähler, de WILDPLASTIC . Essa empresa chama de “plástico selvagem” (wildes Plastik) os dejetos de plásticos jogados por todos os lugares. WILDPLASTIK faz dos plásticos selvagens saquinhos de lixo. “O sistema de reciclagem funciona relativamente bem na Alemanha e os responsáveis locais pela gestão dos resíduos cuidam do lixo. Nem tudo decorre perfeitamente, mas é melhor do que em outros lugares. Usamos sobretudo o plástico que ninguém quer atualmente ter nas regiões de coleta”, explica Jascha.

WILDPLASTIK e organizações certificadas fazem a limpeza do meio ambiente em regiões que não possuem uma infraestrutura abrangente de reciclagem. “Ao lado do aspecto ambiental, muito importante para nós é conseguir um impacto social. Os lixeiros que coletam esse lixo não gozam de reconhecimento em muitos países, se bem que eles limpam o meio ambiente, sendo assim um fator básico para que a vida nesses lugares possa funcionar”, explica Jascha. Por isso, WILDPLASTIK quer que os lixeiros sejam tratados com justiça e quer que suas condições de vida sejam sustentavelmente melhoradas.

Website: Wildplastic

Knärzje

Knärzje, a empresa de Hessen, produz cerveja como os mesopotâmicos há 5 000 anos o faziam – de pão amanhecido e, portanto, evitando o desperdício desse produto alimentício. “De vez em quando, não precisamos de ideias inovadoras para melhorar um pouquinho o mundo. Basta usar ideias que já existiam há 5 mil anos”, diz o gerente Daniel Anthes. Oficialmente, essa empresa já existe desde 2019, mas ela começou realmente a funcionar a partir de 2020.

Daniel teve a ideia da cerveja de pão quando passeou com os seus amigos por Londres, onde provou a primeira cerveja do mundo feita de pão. “Já faz tempo que estou lutando contra o desperdício de meios alimentícios e achei bem legal essa ideia de fazer cerveja de pão amanhecido”, diz ele. Atualmente, Knärzje produz 10 mil garrafas de cerveja por mês. O pão amanhecido vem de uma cadeia de panificadoras de pães orgânicos. Aliás, “Knärzje” é dialeto de Hessen e significa o último pedacinho do pão.

Website: Knärzje

Papair

De onde vem a embalagem dos meus pacotes? Quase ninguém sabe disso. É ai que Papair se posiciona. Essa startup de Hanôver fabrica folhas de bolhas de ar, feito de papel 100 por cento reciclado. “Ninguém sabe onde se fabrica a embalagem de produtos que são despachados. Queremos mudar isso”, diz Christopher Feist, um dos três fundadores da empresa. Esse produto ainda não está no mercado, mas já está dando o que falar. “Firmas de todo o mundo estão telefonando para nós. Temos pedidos dos EUA, do Canadá e do Japão”, diz Christopher.

Mas essa empresa quer oferecer o seu produto só na Alemanha e na Europa, pois o despache de produtos de embalagem para todo o mundo é contrário ao princípio da sustentabilidade. Nós projetamos uma máquina que produz papel de bolhas de ar e, recebendo taxas de licenciamento, também venderíamos esse aparelho para os países fora da Europa”, explica o fundador, pois o objetivo de Papair é substituir a embalagem plástica em todo o mundo e o mais rápido possível.

Website: Papair

Heinerbike

Levar a criança para a creche, transportar caixas de bebidas ou árvores de Natal – isto não é problema com uma bicicleta de carga. Mas nem todos têm o espaço ou o dinheiro para comprar sua própria bicicleta de carga. A transformação do trânsito para uma mobilidade sustentável e de futuro é um processo que os 20 voluntários das iniciativas de bicicletas de carga Heinerbike estão incentivando ativamente. Um total de 131 iniciativas com 447 bicicletas gratuitas de carga permitem que inúmeras pessoas na Alemanha experimentem os benefícios das bicicletas de carga. As bicicletas de carga, cujo empréstimo é gratuito, podem ser usadas para transportar qualquer coisa que caberia num carro pequeno.

Heinerbikes
Heinerbikes

Em março de 2018, a iniciativa Heinerbike começou com cinco bicicletas de carga financiadas pelo ministério alemão do Meio Ambiente em Darmstadt, no sul de Hessen. Em abril de 2019, uma bicicleta de carga do Comissão Geral de Estudantes (Asta) da Universidade Técnica de Darmstadt foi acrescentada ao programa. Desde abril de 2021, um total de 14 Heinerbike têm rolado pelo sul de Hessen, permitindo uma mobilidade inteligente, inócua ao clima e moderna. Uma oferta gratuita, aceita com gratidão por 2.800 pessoas.

O uso das bicicletas é fácil: registrar-se, reservar on-line e buscar nas respectivas estações. As estações são geralmente lojas geridas pelos proprietários e, recentemente, também supermercados de produtos orgânicos. Com este projeto, Heinerbike mostra que é fácil tanto o transporte de crianças, como de grande volume de compras, com economia de espaço e com prazer, graças às bicicletas de carga.

© www.deutschland.de